Portugal pode aplicar tecnologia militar para “fins civis”

O ministro português da Defesa salientou a possibilidade de “uma aliança” entre necessidades militares, empresas e o sistema nacional de investigação para desenvolver produtos que se podem também aplicar a “fins civis”, apontando como exemplo o projeto Auxdefense.

Programa Mais Médicos já registra 84% das vagas, diz governo brasileiro

No terceiro dia de inscrição do Programa Mais Médicos, cerca 84% das vagas definidas no novo edital do programa já foram preenchidas. No balanço divulgado esta manhã pelo governo, 19.994 médicos com registro de CRM Brasil ou que revalidaram o diploma no país já fizeram a inscrição, segundo o Ministério da Saúde.

Futuro Ministro da Educação é doutor em Pensamento Luso-Brasileiro

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, anunciou nesta quinta-feira a indicação do colombiano Ricardo Vélez Rodríguez, para o cargo de ministro da Educação. Autor de mais de 30 obras, atualmente é professor emérito da Escola de Comando e Estado Maior do Exército, e fez doutoramento no Rio de Janeiro em Pensamento Luso-Brasileiro.

Portugal e mais 12 países participam de treinamento militar no Rio Grande do Norte

Força Aérea Brasileira (FAB) começou no último fim de semana em Natal, Rio Grande do Norte, um exercício militar envolvendo 13 países, incluindo o Brasil, e cem aeronaves brasileiras e estrangeiras. Segundo a FAB, é o maior treinamento multinacional já promovido pela Aeronáutica, que também envolve militares da Marinha e do Exército.

BRASIL: A Esquerda mereceu perder

Bolsonaro é o novo presidente eleito do Brasil. Capitão do Exército na reforma, com folha de serviços controversa, deputado sem expressão há dezenas de anos, homem do baixo clero antes pouco considerado entre os próprios pares, Bolsonaro conseguiu, com meia dúzia de frases rasas, em que perpassa intolerância social e política, polarizar uma onda de apoio que agora o guindou à chefia do Estado.

PAN comenta carta aberta de Manuel Alegre e considera posição “infeliz e irresponsável”

“Os partidos tradicionais estão em decadência, alguns em vias de desaparecimento. E a revolta popular contra o sistema já não está do lado da esquerda, passou para a direita, estimulada e manipulada pela hegemonia do poder financeiro global”, lê-se na missiva do escritor, interpretada por André Silva como uma referência à eleição do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro.

Send this to a friend