Realidade Social e Ordem

Numa perspectiva negativa, obviamente que a violência será um motivo de perturbação da ordem, quer a partir da generalidade das pessoas, quer a partir das Autoridades.

A Violência na Sociedade

A ideia de violência, e a certeza da sua existência, são tão antigas como o homem; a sua constante e frequente utilização, pela força, como processo de subordinação de uns em relação a outros, remonta aos primórdios da humanidade.

O vento que separa também pode aproximar

Pelo mar chegaram os portugueses a Santos: porto de imigrantes provenientes de vários países, com o povo lusitano o município criou a ligação mais estreita, tendo sido fundado em 1546 pelas mãos do fidalgo Braz Cubas, nascido na cidade do Porto.

Tratados para cumprimento de penas nos Países de origem

Atualmente, muitos estrangeiros cumprem penas no sistema prisional nacional, sendo que neste grupo de presos há os que estavam a residir em Portugal quando de suas prisões e os que estavam em situação transitória

As atribulações da agência Lusa no Brasil

Ao longo do último quarto de século – desde meados dos anos 90 até hoje – a agência Lusa fez várias tentativas de se implantar no Brasil. Essas diligências ou a ausência delas e o seu maior ou menor empenho funcionam quase como que um barómetro das relações bilaterais.

A Dádiva da Criação

A humanidade atravessa tempos difíceis, pode-se afirmar com segurança, mesmo que se diga que tal afirmação é um lugar-comum, uma banalidade, uma disposição que é óbvia, que nem sequer carece de demonstração técnico-científica, qualquer leigo tem esta percepção e, nesta simplicidade, de facto, tudo isto é verdade, porém, assumir, objetiva e responsavelmente esta evidência, parece que já não será assim tão fácil

Setembro amarelo: Eu, sobrevivente

Eu sou Georg Frey. Antes de me apresentar, preciso confessar: sou filho de um suicida e já tentei me matar. Depois voltarei a falar sobre eventos que mudaram a minha vida e possibilitaram que eu iniciasse o meu trabalho ajudando pessoas, como agora.

Jornalismo, militância e a perda de credibilidade

Este artigo se direciona especificamente ao Jornalismo Político. À Direita ou à Esquerda, alguns profissionais (?) de comunicação – militantes partidários / ideológicos travestidos de analistas

Instabilidade Laboral: o veto à respeitabilidade humana

A dignidade da pessoa humana deveria ser um valor superior, sempre presente em todas as situações que envolvem as atividades: cívica, cultural, educacional, empresarial, económica, financeira, política, religiosa e social, entre outras, igualmente muito importantes.

Monumentos ao Emigrante em Portugal

A dimensão e relevância da emigração no território nacional, uma constante estrutural da sociedade portuguesa, têm impelido a construção nos últimos anos, um pouco por todo o país, de vários monumentos ao emigrante, com o objetivo de reconhecer e homenagear

O veto injusto à nacionalidade de filhos de portugueses

Já não é de hoje que os filhos de portugueses, que tiveram o seu registo de nascimento ou reconhecimento da paternidade obtido após terem atingido a maioridade, se deparam com a proibição de obter o reconhecimento da sua nacionalidade portuguesa por atribuição.

A Poética Musical Fadista no Bioma Cerrado

Em diversos estudos realizados em Portugal, no Brasil e em outros países é citado que Amália da Piedade Rebordão Rodrigues, mais conhecida como Amália Rodrigues, nasceu em Lisboa no dia 23 de julho de 1920

A narrativa antilusitana do sistema de ensino

Está tudo num estudo sobre a imagem dos portugueses nos livros didáticos de história do Brasil financiado pela Fundação Gulbenkian, em finais dos anos 80[1]. Mais de três décadas depois – a julgar pela pesquisa que nós próprios realizamos[2] – a situação, no essencial, não se alterou.

O Estado necessário

Um dos temas mais importantes que está sendo debatido no atual cenário político / econômico é sobre a reforma administrativa, proposta que o Governo Federal enviará ao Congresso Nacional para análise no próximo ano.

Harmonizar o Planeta

A evolução científico-tecnológica em, praticamente, todos os domínios, é já um facto incontestável: seja para o bem; ou para o mal, contudo, desejavelmente, como toda a gente prefere, que seja para melhorar as condições de vida das pessoas

As remessas dos emigrantes desde o 25 de abril de 1974

Tornou-se habitual observar que a imprensa de Portugal dá algum destaque aos emigrantes nas edições do início do mês de agosto de cada ano, por ser uma altura em que muitos portugueses residentes no estrangeiro voltam ao país para desfrutar das férias anuais, de tal forma que o dia 1 de agosto se tornou quase numa espécie de “dia do emigrante”.

Liberdade de expressão x censura

“Não concordo com uma palavra do que dizes, mas defenderei até o último instante o teu direito de dizê-la.”

O homem é o coronavírus do mundo

A frase do título persistiu comigo. Pensei nela ainda por alguns dias, depois de ter lido a entrevista do escritor cubano Leonardo Padura, autor de O Homem Que Amava os Cachorros.

Europa entre nacionalismos econômicos e internacionalismo de valores

A Cimeira da EU (27 Chefes de Estado e do Governo) aprovou o pacote orçamental e o pacote Fundo de Recuperação que atingem uma soma de 1,8 triliões de euros. O Parlamento europeu parou por agora o pacote orçamental com o objetivo de obter mais dinheiro para a proteção do clima, saúde e estudantes.

Sobreviveríamos à pandemia atual no século passado?

Tecnologia: A situação atual de emergência mundial causada pela Covid-19 impactou diretamente a Saúde e a Economia dos países e fez com que as empresas buscassem maneiras de se reinventar para sobreviver em todos os sentidos.

Uma Viagem pelo Fado e pela voz de Amália Rodrigues

Ao iniciar o presente texto para abordar o fado encontrei, em minhas leituras sobre esse gênero musical, ideias, conceitos e, sobretudo, um ciclo incessante de conhecimento de autores portugueses e brasileiros.

O COMBATE AO CORONA VIRUS

A ocorrência da pandemia do corona vírus era algo absolutamente inimaginável neste século XXI e fez com que 2020 se transformasse em um ano de medo e de espantosos estragos na saúde e economia da maioria dos países.

Preservar a Casa-Comum

O espaço terrestre, que vulgarmente chamamos Mundo, ou, mais propriamente, o nosso “território” o planeta Terra, habitado pela humanidade, a que pertencemos, é cada vez mais exíguo, fácil e rápido de o percorrer, graças a um conjunto de meios de transportes e comunicações

Cresce a devastação de florestas na Europa

Noticia-se regularmente a devastação das florestas brasileiras. Parte dessas notícias é verdadeira, parte é falsa, sendo claro que o noticiário é frequentemente manipulado em função de interesses de natureza política ou econômica.

O trabalho é a essencial fonte de rendimento no mundo

Poder-se-á iniciar esta reflexão com uma das verdades de Monsieur  Jacques de la Palisse, porém, proferida por quem tem imensa experiência na atividade empresarial, e que consagra o seguinte princípio: «Com salários baixos não se consegue motivar as pessoas»

Racismo: como procurar eliminá-lo, sem traumas

As recentes manifestações que vem assolando os EUA e várias outras nações por esse mundo afora, são fruto de uma inquietude decorrente das condições em que as populações se encontram diante da expansão e dos malefícios da pandemia

“Saber-fazer” por si só, não constitui um valor absoluto

Qualquer profissional que se preze, independentemente da sua categoria e posição hierárquica, na organização, não pode ignorar determinados princípios: Profissionalismo. Regras, Metodologias, Obrigações e Benefícios, e praticar, apenas, os que mais se relacionam com as suas funções, porque assumir, sem reservas, um comportamento ético, também constitui um dever que, muito provavelmente, será considerado como um critério a ser avaliado

Hospitais e Saúde no Oitocentos: diálogos entre Brasil e Portugal

Há sensivelmente dois anos, a editora Fiocruz, que concentra a maior parte dos lançamentos da Fundação Oswaldo Cruz, a mais importante instituição de ciência e tecnologia em saúde da América Latina, e uma das principais instituições mundiais de pesquisa em saúde pública, localizada no Rio de Janeiro, lançou o livro “Hospitais e Saúde no Oitocentos: diálogos entre Brasil e Portugal”.

Por que as exportações podem salvar o Brasil da crise?

Brasil é, historicamente, um eterno exportador de commodities e importador de manufaturas. Com ampla extensão territorial e clima tropical, temos uma agricultura e agropecuária fortes. Estamos entre os maiores exportadores de café, soja, milho, laranja e açúcar, além de carnes.

A raiva desce à rua e a inquisição ideológica afirma-se

À era pós-colonial segue-se a era do globalismo, com a formação de novas estruturas de poder no mundo. O socialismo e o capitalismo encontram-se em luta rival pela supremacia. Hoje, como no passado, as pessoas estão a ser alinhadas em fileiras rivais.