Telemedicina: incorporação das tecnologias à medicina é caminho sem volta

Conselho Federal de Medicina, conhecida como Resolução da Telemedicina, publicada no Diário Oficial da União no início deste ano e, logo depois, sustentada pela Portaria 467/2020 do Ministério da Saúde, surgiu com a finalidade de regulamentar e operacionalizar medidas de enfrentamento emergencial visando à saúde pública, tendo em vista evitar a propagação do novo coronavírus.

Fake News: “Desinformação é a doença do século”

Comissão Europeia considerou neste dia 18 que “a desinformação é a doença do século”, frisando que os esforços das plataformas digitais “nunca serão suficientes” para combater a propagação de notícias falsas na internet, e ameaçou criar regras mais apertadas

Isolamento salva um brasileiro a cada quatro minutos, segundo estudo

Os pesquisadores do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI) Paulo José da Silva e Claudia Sagastizábal iniciaram um estudo matemático em colaboração com Tiago Pereira e Alexandre Delbem para estimar os resultados do isolamento social durante a pandemia.

Coronavírus chega ao maior campo de refugiados do mundo

Agências humanitárias da ONU confirmaram o primeiro caso de Covid-19 no maior assentamento de refugiados do mundo, Kutapalong, em Bangladesh, que acolhe 860 mil pessoas da minoria rohingya que fugiram da violência em Mianmar, o país vizinho.

A maioria de infectados por covid-19 cria anticorpos, revela estudo

Um estudo recente nos Estados Unidos analisou 624 pessoas com covid-19 e concluiu que 99% desenvolveram anticorpos contra o novo coronavírus. É preciso verificar ainda se esses anticorpos conferem a imunidade suficiente para que alguém infectado não volte a ter a doença.

Pandemia aumentou desigualdades sociais em Portugal – barômetro

As desigualdades sociais em Portugal agravaram-se por causa do novo coronavírus, segundo o Barômetro Covid-19 da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP), que revela que os cidadãos com menos recursos financeiros e menos escolaridade são os mais afetados.

Mais de 50% da população adulta do Brasil está no grupo de risco da COVID-19

Estudo feito na Unifesp sugere que mais de 50% da população adulta brasileira – ou 86 milhões de pessoas – apresenta ao menos um dos fatores que aumentam o risco de manifestações graves da COVID-19. Se considerados apenas os adultos com menos de 65 anos, a proporção dos suscetíveis a complicações