Governo de Costa fica com 50% da TAP e oposição diz que acordo traz encargo superior ao país

Humberto Pedrosa, que lidera o consórcio Gateway, afirmou que está confortável com o acordo que devolve ao Estado 50% da TAP, referindo que a “boa vontade e diálogo permitiram o casamento”. Já para o CDS, “se houver estratégias diferentes, há um risco de impasse. Porque é que os privados terão aceitado? É porque o Estado vai por dinheiro que antes não punha”, disse Portas.

A era da instabilidade

Foi então que Fukuyama chegou a falar do “fim da história”, uma vez que a adesão ao modelo democrático e liberal abaria por eliminar progressivamente os maiores conflitos, abrindo-se uma era de paz internacional.

“Obrigado Portugal” agradece Marcelo Rebelo de Sousa em nota

O novo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, enviou esta terça-feira uma nota de agradecimento aos portugueses na qual promete uma presidência de proximidade, e defendeu que o povo ordenou a “abertura de um ciclo de renovação da esperança”.

Preocupados com cultura portuguesa em Macau, Cesário e Páscoa cobram explicações do Governo PS

Segundo refere o documento assinado pelos deputados, e que foi enviado hoje (22/01) à Assembleia da República, em Lisboa, “embora se sinta que a Escola se encontra estabilizada e com boas perspectivas de desenvolvimento, importa hoje conhecer, com o pormenor possível, quais as intenções do atual Governo relativamente ao seu desenvolvimento para o futuro”.

Secretário das Comunidades defende voto eletrônico e ajuda para empresas de emigrantes a exportar

Governo pretende modernizar os serviços consulares com a criação de um sistema integrado de gestão consular, assim como um conjunto de serviços online. José Luís Carneiro também referiu que programas de ajuda social, nomeadamente o Apoio Social a Idosos Carenciados e o Apoio Social a Emigrantes Carenciados serão mantidos.

A União Europeia no seu labirinto

Depois da Hungria – governada desde 2010 por um antigo partido liberal pós-comunista que se transformou num agrupamento de cariz nacionalista e autoritário, com posições claramente xenófobas (o Fidesz, de Viktor Órban) – é agora a vez da Polônia

Portas, por Francisco Seixas da Costa

Paulo Portas é um dos mais talentosos políticos portugueses. Goste-se ou não da sua forma de estar na vida pública, qualquer opinião independente será forçada a constatar que ele tem sido, ao longo dos anos, um dos grandes “performers” do nosso espetro partidário.