Governo português abre concursos para atrair jovens para o setor agrícola

Da Redação
Com Lusa

O Governo de Portugal abriu dois concursos no valor de 43 milhões de euros dirigido a jovens agricultores, visando rejuvenescer o setor agrícola e contribuir para a dinamização econômica, demográfica e social do espaço rural em áreas atingidas por incêndios.

De acordo com um comunicado do Ministério da Agricultura Florestas e Desenvolvimento Rural (MAFDR), estes concursos têm como objetivo “aumentar a atratividade do setor agrícola junto dos jovens”, bem como “contribuir para a dinamização econômica e revitalização demográfica e social do espaço rural nas áreas atingidas por grandes incêndios e reforçar a viabilidade das explorações agrícolas, promovendo a inovação e a formação”.

Segundo o secretário de Estado da Agricultura e Alimentação, a prioridade do Governo é renovar e rejuvenescer o tecido agrícola, uma vez que 60% dos agricultores portugueses têm mais de 65 anos.

Por isso, é “determinante” o contributo dos jovens para o crescimento e modernização da agricultura, sublinha Luís Vieira.

Financiados pelo Programa de Desenvolvimento Rural (PDR 2020), os dois concursos – ‘Jovens Agricultores’ e ‘Investimentos na Exploração Agrícola’ – destinam-se a jovens agricultores com idades entre os 18 e os 40 anos, e aptidão e competência profissional adequada.

A área geográfica elegível é o território continental.

O concurso ‘Jovens Agricultores’ tem uma dotação global de 13 milhões de euros e visa apoiar jovens agricultores que se instalem pela primeira vez na qualidade de responsáveis por uma exploração agrícola.

Estes apoios são concedidos sob a forma de subsídio não reembolsável.

O outro concurso, ‘Investimentos na Exploração Agrícola’, tem uma dotação de 30 milhões de euros e pretende apoiar investimentos em explorações agrícolas nos setores da fruticultura, horticultura, floricultura, plantas aromáticas, medicinais e condimentares, pequenos frutos e viveiros, olivicultura, pecuária extensiva e intensiva, viticultura e cerealicultura (exceto arroz) e outras culturas temporárias.

Com o PDR 2020, já foi possível apoiar a instalação de 3.000 jovens agricultores, o que correspondeu a um investimento de 830 milhões de euros e um apoio a fundo perdido de 425 milhões de euros.

As candidaturas aos dois concursos podem ser feitas através de formulário eletrônico, disponível no Portal do PDR 2020 até 28 de setembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend