A Idade do Ferro: Vila Nova de Famalicão-Portugal

Para a eternidade 3 mil anos não representa nada, talvez décimos de segundos, porém, para o futuro do Portugal histórico representou muito e estamos falando de uma região ao norte de Portugal, precisamente VILA NOVA DE FAMALICÃO.

Essa terra maravilhosa do Norte de Portugal, precisamente na província do Minho e que pertence à arquidiocese de Braga, é sede de Concelho por direito e de Comarca. Fica perto na entrança de cidades importantes do Portugal moderno, como seja: Guimarães, Braga, Póvoa de Varzim, Santo Tirso, Barcelos e principalmente ao Porto.

Ela também fica há uma distância pequena do aeroporto da cidade do Porto, bem como, também do porto de Leixões e o seu clima é uma “dádiva Divina” ou seja um clima tipicamente mediterrâneo, tornando para os seus habitantes um clima maravilhoso, o qual dá oportunidades à sua população de incrementar o turismo, e bem como naturalmente passeios e esportes de todo tipo para a essa população privilegiada.

Outra referência dessa maravilhosa cidade, na sua região de Concelho, situa-se a freguesia de “São Miguel de Seide”, que foi residência do mestre da escrita portuguesa CAMILO CASTELO BRANCO, cuja casa foi construída em 1830 por Pinheiro Alves, e nela CAMILO viveu do ano de 1863 até o ano de 1890, quando faleceu. Essa casa tornou-se um museu com as coisas de Camilo em 1922.

No ano de 1985, no dia 14 de Agosto, por lei da Assembleia da República foi considerada como cidade, fazendo jus a esse título uma cidade que tem raízes milenares, visto que, veio de uma época muito histórica, de quase 3 mil anos antes de Cristo, da “Idade do Ferro”, uma época progressista da antiguidade lusitana.

A população de “Vila Nova de Famalicão”, concernente ao seu Concelho, em 2011 atingiu o total de mais ou menos 150 mil pessoas. A população de Vila Nova de Familicão está em torno de 35 mil pessoas, esse pessoal desfruta de uma qualidade de vida muito avançada, com estruturas modernas, focadas no progresso familiar e ambiental do glorioso Portugal.

A sede integral de seu município tem aproximadamente 202 km2, e possui 49 freguesias e ao norte tem divisas com o município de Braga, ao Sul com Santo Tirso e Trofa, ao Leste por Guimarães e a Oeste por Vila do Conde e Póvoa de Varzim, bem como, a Noroeste por Barcelos.

Os habitantes dessa maravilhosa cidade são conhecidos por “Famalicenses” e Minhotos, pela região do Minho, região constatada como maravilhosa e que veio da Idade do Ferro, onde o progresso fez com que o Minho se tornasse uma região diferenciada, mormente pela sua música folclórica e pela cultura de seus habitantes, e o seu brasão é referente a um espelho da época dos castelos e a bandeira possuindo também no centro o seu brasão.

Portanto, glória eterna ao nosso QUERIDO E ETERNO PORTUGAL, por desfrutar dessa maravilhosa e eterna também cidade de VILA NOVA DE FAMALICÃO.

 

Adriano Augusto da Costa Filho
Membro da Casa do Poeta de São Paulo, Movimento Poético Nacional, Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores, Academia Virtual Poética do Brasil, Ordem Nacional dos Escritores do Brasil, Associação Paulista de Imprensa, Associação Portuguesa de Poetas/Lisboa e escreve quinzenalmente para o Jornal Mundo Lusíada.

1 Comment

  1. Adorei o sentimento derramado pela pena que escreveu estas linhas.
    Sou Famalicense e tenho orgulho nesta terra com Identidade e Tradições que convida a uma visita.
    Desafio os mais curiosos a procurarem mais informações na página da nossa Câmara Municipal (Prefeitura, aí no doce Brasil) em http://www.vilanovadefamalicao.org

    Abraço sentido e grato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend