A Beleza e o fulgor do Alentejo

Montado-Alentejano_UNESCO

Quem vai a PORTUGAL, evidentemente a partir de LISBOA, para cima vai para o PORTO e para baixo, o ALENTEJO, e vai ver as maravilhas Alentejanas.
O ALENTEJO é lindo em tudo, nas “Campinas Verdejantes”, além de Praias tranquilas, bosques e principalmente os vinhedos.
No Alentejo o povo tem a tradição milenar e as raízes da tradição portuguesa. Em todas as Aldeias, Vilas e Cidades, a tradição está arraigada em seu povo, nas vestimentas, nos cantares, nas músicas, no folclore, o seu povo é tranquilo e simplesmente simpático a todos os turistas estrangeiros e principalmente aos de todas as regiões de Portugal.
Encontramos no Alentejo grandes castelos, muralhas e onde grandes batalhas para defesa do território lusitano aconteceram, contra os colonizadores de fora, como Fenicios, Iberos, Celtiberos, Celtas, romanos e mouros e com a sua fibra lusitana resistiram à esses combates sem quartel e ficaram marcados eternamente na cultura histórica de Portugal.
O território do ALENTEJO faz fronteiras com vários pedaços de Portugal, como a Costa de Lisboa, Ribatejo, Beiras e Algarve, e com um grande litoral na região Sul do país. Existem portentosas cidades conhecidas mundialmente e em boa parte erigidas pelos invasores romanos, como Miróbriga que data de 1800 anos, Santiago de Cacém, a magistral cidade de Évora, que na idade média era um centro de estudos.
Já no século 16, a religião católica construiu a “Capela dos Ossos”, obra espetacular, com uma mensagem à posteridade, “NÓS, OSSOS QUE AQUI ESTAMOS, PELOS VOSSOS ESPERAMOS”.
O povo “Alentejano”, na sua índole tranquila, aproveita imensamente a vida, a maioria tranquila e adorando o Sol que nas regiões “Alentejanas” é o mais saliente de Portugal. Evidentemente a região do Alentejo recebeu esse nome em razão de estar além do RIO TEJO, e contendo 30.000 quilômetros no seu espaço.
Uma quantidade enorme de cidades é conhecida mundialmente pela beleza estrutural de suas cidades, como: MARVÃO, BEJA, ÉVORA, ESTREMOZ, ARRAIOLOS, SANTIAGO DE CACÉM, MOURA, ZAMBUJEIRA DO MAR, MÉRTOLA, BORBA, ELVAS, E MONSARAZ, e enfim outras maravilhosas cidades.
O ALENTEJO é mundialmente conhecido também por ser a “TERRA DA CORTIÇA” e imensas árvores “Sobreiros” que em sua casca nos fornecem esse produto maravilhoso universal, a CORTIÇA.
E ao falarmos do ALENTEJO estamos ornamentando o PORTUGAL ETERNO, porque é uma região histórica que guarda monumentos de eras fantásticas, castelos maravilhosos, e a própria UNESCO no ano de 1986 o considerou PATRIMÔNIO HISTÓRICO DA HUMANIDADE.
Portanto, o Alentejo é de uma beleza e um fulgor maravilhoso e um orgulho do nosso querido e eterno Portugal.

 

Adriano Augusto da Costa Filho
Membro da Casa do Poeta de São Paulo, Movimento Poético Nacional, Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores, Academia Virtual Poética do Brasil, Ordem Nacional dos Escritores do Brasil, Associação Paulista de Imprensa, Associação Portuguesa de Poetas/Lisboa e escreve quinzenalmente para o Jornal Mundo Lusíada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend