Brasil e 35 países em encontro internacional de negócios no Ribatejo

Da Redação
Com Lusa

A Associação Empresarial da Região de Santarém vai juntar, de 15 a 17 de outubro em Tomar, 200 empresários de 36 países, na sétima edição do Nersant Business, encontro que visa aumentar as exportações e o investimento no Ribatejo.

Em comunicado, a Nersant afirma que o encontro internacional de negócios que promove desde 2012 na região se afirmou como “uma das maiores mostras de ‘networkig’ em Portugal”, com impacto nas empresas e na economia ribatejana.

Referindo o modelo “muito pragmático” adotado nestes encontros, a associação afirma que uma análise aos dados das 102 empresas da região que participaram nas edições de 2014 e 2015 mostram que as suas exportações cresceram 31% entre 2012 e 2016.

Nesse período, o volume de exportações destas empresas aumentou 28 milhões de euros (mais 31%), o volume de negócios cresceu mais de 75 milhões de euros (19%) e os resultados líquidos passaram de um valor negativo de 3,6 milhões para 20 milhões de euros (mais 463%).

Por outro lado, foram criados 645 postos de trabalho (um crescimento de 23%) e as empresas exportadoras subiram de 65 para 75, afirma.

Iniciado em 2012, então com a participação de seis países estrangeiros, o evento promove encontros entre empresários da região e importadores e investidores de outros países, facilitando a concretização de negócios, com o objetivo de aumentar as exportações e atrair investimento estrangeiro para a região.

Para a presidente da Nersant, Maria Salomé Rafael, o crescimento registrado ao longo dos anos mostra que o Nersant Business “é já uma marca de prestígio”.

Salomé Rafael realça que a crescente procura por parte de empresários “vindos de todas as partes do mundo” e de diferentes setores “dignifica a excelência das empresas do Ribatejo e de Portugal, que têm sabido procurar caminhos alternativos, investindo na internacionalização do seu negócio e na procura de novos mercados”.

Aos países que participaram em edições anteriores – África do Sul, Alemanha, Argélia, Bélgica, Brasil, Bulgária, Cabo Verde, Canadá, Colômbia, Emiratos Árabes Unidos, Equador, EUA, França, Holanda, Hungria, Índia, Irão, Marrocos, México, Moçambique, Namíbia, Paraguai, Peru, Polónia, Reino Unido, Roménia e São Tomé e Príncipe -, juntam-se este ano Arábia Saudita, Argentina, Finlândia, Hong Kong, Lituânia, Qatar, Suécia, Tunísia e Uruguai.

Os setores com maior peso de representação são a agroindústria, o comércio de produtos agroalimentares e bebidas, a construção civil e obras públicas, os materiais de construção, as energias renováveis/alternativas, a metalomecânica, os transportes e logística, as tecnologias da informação e da comunicação (TIC), entre outros, afirma a nota.

O encontro é precedido de uma calendarização das reuniões que cada uma das empresas da região terá com empresários estrangeiros, selecionados de acordo com os seus objetivos, e que acontecerão nos dias 15 e 16 no Hotel dos Templários, em Tomar.

O dia 17 será dedicado a visitas às empresas portuguesas participantes, sendo ainda dadas a conhecer aos investidores “as potencialidades do Ribatejo, nomeadamente as infraestruturas de acolhimento existentes, entre as quais se incluem Centros Tecnológicos, cinco novos Parques de Negócios e escolas profissionais que trabalham em cooperação com empresas e instituições de ensino superior”.

Segundo a Nersant, na edição de 2017, foram realizadas mais de 1.000 reuniões de negócios.

A iniciativa é desenvolvida no âmbito do projeto Ribatejo Global, aprovado pelo COMPETE 2020 no âmbito do SIAC (Sistema de Apoio a Ações Coletivas) e financiado pela União Europeia através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend