Brasil busca parcerias internacionais para a Cultura na França e em Portugal

Da Redação

O secretário Especial da Cultura do governo brasileiro, Roberto Alvim, cumpre até sexta-feira (22) extensa agenda em Paris, na França, e em Lisboa, em Portugal, com o objetivo de estreitar relações com organizações estratégicas para o setor cultural e buscar novas parcerias.

Na tarde do dia 18, na capital francesa, Alvim se reuniu com representantes da cultura da Polônia, Hungria e da Grécia para traçar estratégias de integração e cooperação cultural. Durante os encontros, o secretário buscou áreas de compatibilidade para o desenvolvimento de atividades bilaterais, ampliando a proximidade na área cultural entre esses países e o Brasil.

O secretário também participou do Fórum de Ministros da Cultura, organizado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). O evento reuniu ministros, secretários e gestores de Cultura de mais de 120 países para debater a importância das atividades culturais para a promoção do desenvolvimento sustentável e para o enfrentamento de desafios mundiais, como a promoção da paz, a geração de emprego e a transformação social e urbana.

Segundo o secretário, a agenda faz parte de um esforço para promover um renascimento da arte e da cultura brasileiras. “Queremos fazer política pública de alto nível para a cultura e, para isso, precisamos trabalhar integrados com aqueles que querem contribuir, além de buscar novas parcerias”, afirmou Alvim.

Também em Paris, o secretário Roberto Alvim participou dia 20, da 34ª Reunião Ordinária do Conselho do Centro Regional para o Fomento do Livro na América Latina e o Caribe (Cerlalc). O evento abordou temas como o acesso ao livro e à leitura, a formulação de políticas públicas para o setor, o desenvolvimento de indústrias editoriais locais e literatura em meio digital.

Participaram do encontro os ministros e secretários de Cultura dos 21 países membros da Cerlalc. A Reunião, organizada a cada dois anos, também tem o objetivo de consolidar os alinhamentos e ações do Centro para o biênio seguinte, e inclui painéis sobre leitura e Desenvolvimento das indústrias editoriais locais no contexto da economia criativa.

Nesta quinta e sexta em Lisboa, Alvim participa da primeira Conferência Internacional das Línguas Portuguesa e Espanhola (Cilpe), promovida pela Organização de Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI). A Cilpe tem como objetivo promover os idiomas na região ibero-americana, a partir da análise da situação de cada um, a fim de reforçar o bilinguismo.

O incentivo à internacionalização do português e do espanhol, para benefício dos 800 milhões de falantes de ambos os idiomas, também é uma das finalidades da conferência, além da elaboração de um plano de ação para o cumprimento desses objetivos.

Alinhada com a Agenda 2030 das Nações Unidas (ONU), que propõe ações para o desenvolvimento sustentável e equânime em nível global, a Cilpe busca fortalecer e valorizar o português e o espanhol em suas dimensões educativas, culturais e científicas. Diversos temas são abordados durante o encontro, dentre os quais o papel dos idiomas na internacionalização das economias, principalmente a economia criativa; intercâmbio e mobilidade acadêmica; redes de ensino de idiomas e redes de cultura; o lugar das artes e o valor da dimensão multicultural e da diversidade linguística.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend