Brasil e Portugal: o que atrai os imigrantes brasileiros em 2020?

Porto é um dos principais destinos dos brasileiros em Portugal. Fonte: Wikipédia

A chegada de imigrantes brasileiros ao território português aumenta ano após ano. De acordo com o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, o SEF, são 151 mil cidadãos brasileiros vivendo no país com Autorização de Residência. Além desses, existem imigrantes ilegais, os que esperam por legalização e, claro, os turistas.

Atraídos por um estilo de vida mais barato e por um cotidiano mais seguro, longe da violência das grandes cidades e capitais brasileiras, o imigrante que está chegando do Brasil em Portugal tem se deparado com situações que para ele são novidade. Principalmente em relação a atividades simples do dia a dia. Poder andar na rua com o celular em mãos, poder sacar dinheiro em caixas eletrônicos espalhados pelas ruas da cidade são apenas algumas delas.

A segurança certamente é um fator que impulsiona comportamentos sociais mais “leves” por parte dos portugueses. Apesar de Portugal ser o 12° país mais caro da União Europeia em relação ao preço de bebidas alcoólicas, segundo a Eurostat, não é raro ver ajuntamentos, festas de rua e bares lotados nas ruas de Lisboa e do Porto. Esse “calor humano” e esse clima constante de festividade tem atraído cada vez mais os brasileiros.

Futebol, apostas e praia: Portugal é paraíso para brasileiros

 O Brasil até pode ser o país do Futebol, sendo famoso por lançar craques como Pelé, Ronaldo Fenômeno e Ronaldinho Gaúcho. Mas Portugal ano após ano tem se tornado uma potência no cenário mundial do esporte. Principalmente diante da carreira imaculada de Cristiano Ronaldo e depois da conquista da Euro 2016 pela seleção lusa.

Claro que isso afetou o comportamento dos portugueses em relação ao esporte. Hoje clubes como Benfica, Sporting e Porto movimentam milhares de torcedores às ruas, às janelas, para a frente da televisão e, claro, para os estádios antes da COVID-19.       O gosto pelo esporte é algo que certamente aproxima os dois países.

Isso leva a outro ponto: em Portugal apostar é legalizado. Você pode fazer apostas esportivas, mas também pode ir a sites de bingo online, pode visitar cassinos e jogar roleta ou slot machines. Tudo sob a supervisão da Lei portuguesa, que acompanha de perto tudo que os jogadores e empresas do ramo fazem.

As praias são outro fator de encanto. O brasileiro ama calor, verão e não abre mão daquelas férias quentes na praia. Aliás, o Brasil tem uma costa extensa e com destinos turísticos internos maravilhosos. Porém, em muitos casos, inacessível financeiramente aos próprios habitantes do país. Em alguns casos, pode sair até mais em conta viajar para a Europa do que internamente!

Ao chegarem em Portugal, deparam-se com praias de alta qualidade. Regiões como Algarve, Setúbal e Nazaré oferecem uma infraestrutura exemplar, com bares, cafés e restaurantes. A vida noturna propicia festas de renome, para os mais variados perfis de pessoas. Sem contar as próprias praias em si, que são belezas naturais incomparáveis.

No somatório, Portugal tem encantado os brasileiros porque é um país completo. Mas em que sentido? Além de seguro e de ter um custo de vida no geral bastante acessível, é dotado de belezas naturais. As estações do ano são definidas, e há espaço para os amantes do frio, do campo, das praias e da cidade grande.

Outra vantagem é o fato de Portugal ser pequeno. Com uma população numericamente inferior à da cidade de São Paulo, o país se beneficia de maiores oportunidades e de maior igualdade para grande parte dos seus habitantes. Possui um sistema de saúde quase gratuito, que, no geral, é bastante eficiente.

Além disso, as políticas da União Europeia dão uma sensação de maior proteção econômica a quem mora em Portugal. Algo que o Brasil, com o Mercosul partido ao meio, não tem.

Turismo interno e êxodo para o campo

Portugal está sendo descoberto não só pelos brasileiros, mas também por turistas e por imigrantes de outros países. O país já conquistou por 3 anos seguidos o melhor destino europeu de férias. Isso levou Portugal a receber uma enxurrada de visitantes em seus principais centros históricos e turísticos.

Existe, no entanto, um excelente turismo interno que é pouco explorado. Regiões como Alentejo e Ribatejo, e mesmo o Alto do Douro, ainda não foram devidamente reconhecidas pelos turistas estrangeiros como bons destinos de férias.

Ir para o Peso da Régua, na região dos vinhedos do Douro, ver como são produzidos os vinhos, é fantástico. Se puder participar de atividades como a lagarada, que é pisar em uvas, terá uma excelente oportunidade de diversão!

Os imigrantes brasileiros que buscam afastar-se de regiões muito movimentadas e fugir do burburinho das grandes cidades tem nesse tipo de turismo uma prévia do que podem encontrar nas regiões mais campestres do país. O Governo português, inclusive, já anunciou medidas para estimular o êxodo para o preenchimento de vagas de trabalho no interior de Portugal.

Logo, se o que os imigrantes brasileiros buscam é tranquilidade e oportunidade de recomeçar, Portugal parece ser mesmo o destino perfeito. Não podemos nos esquecer de que o país tem baixíssima natalidade, e que é, atualmente, uma nação de pessoas idosas.

Serão necessários muito mais braços de trabalhadores e de cidadãos que possam auxiliar o país na retomada do crescimento econômico após a COVID-19. Curiosamente, parece que os brasileiros são um dos povos perfeitos para isso. Depois de mais de 500 anos o caminho inverso se mostra, mas não por caravelas, nem por colonização: de avião, e com o intuito de cooperar.

1 Comment

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: