Universidade do Algarve é uma das chaves para o ‘boom’ do turismo em Portugal

Da Redação

Portugal é o país do momento quando o assunto é Turismo. Novamente eleito pelo World Travel Awards como o melhor destino do mundo, em consecutivo (além de outros 16 troféus), a Terra de Camões recebe centenas de prêmios internacionais anualmente.

Muitas dessas distinções não seriam possíveis sem um competente trabalho de pesquisa, formação acadêmica e ensino na área do Turismo, e a Universidade do Algarve é uma das que mais se destaca nesse contexto, tendo sido reconhecida entre as melhores do setor pelo ShanghaiRanking’s Global Ranking of Academic Subjects, um dos mais prestigiados do mundo.

A universidade do Sul de Portugal aparece entre as 150 melhores na categoria que destaca a produtividade científica e a qualidade de investigação em Hospitalidade e Gestão de Turismo, ficando no top 50 considerando apenas instituições europeias. Em Portugal, a UAg diferencia-se por ser a única do país a oferecer curso de Turismo em todos os níveis (graduação, pós-graduação, mestrado e doutorado).

Tendo em conta todos estes requisitos, Catherine Margoni, brasileira de São Paulo, não teve dúvidas em eleger Portugal e a Universidade do Algarve para fazer o seu doutorado em Turismo. “Portugal é um país que está crescendo e investindo muito em Turismo, sendo premiado internacionalmente como um grande destino receptivo.”

Já a Universidade do Algarve “tem um doutorado em Turismo que é reconhecido como sendo um dos melhores em Portugal e está em uma região turística que pode auxiliar na melhor compreensão da importância do Turismo como fenômeno econômico, social e cultural” defende.

A paulista realça ainda o fato de ser um curso ministrado em inglês, “o que possibilita um acesso maior a outros pesquisadores, eventos e universidades”, e a “receptividade do corpo docente, que auxilia os estudantes de outros países”. Por tudo isto, Catherine recomenda esta experiência a outros estudantes brasileiros por ser “uma experiência única, pois podemos ter outras visões e realidades diferentes do Brasil, o que nos faz ter uma formação diferenciada”.

Doutorado mais antigo

Paulo Águas, reitor da Universidade do Algarve, afirma que é gratificante ver o trabalho desenvolvido pela UAlg ser recompensado. “Nosso curso de Turismo foi criado em 1991, e temos também o doutorado mais antigo do país nesta área. Estamos muito orgulhosos por muitos de nossos alunos estarem alcançando carreiras de sucesso no setor, assim como nossas pesquisas tem contribuído para um melhor entendimento do Turismo. A prova da competência dos nossos cursos é que muitos estudantes de outras regiões portuguesas escolhem a UAlg porque associam o Algarve à qualidade de ensino na área turística”, realça o reitor.

Atualmente, a UAlg e o Centro de Investigação sobre o Espaço e as Organizações (CIEO) / CinTurs se consolidam como um dos principais players nacionais e internacionais em investigação na área do Turismo. A academia oferece ainda licenciaturas em Turismo e em Gestão Hoteleira, assim como uma pós-graduação, quatro mestrados e um doutorado. Em 2019, há o projeto de criar um centro especial para pesquisa em Turismo.

Impacto no mercado turístico

A excelência da UAlg no segmento é um dos componentes propulsores não apenas para o desenvolvimento do turismo local, mas também para o nacional, que cresce em número de turistas, pernoites e receitas a cada ano. “É com grande satisfação que vejo a Universidade do Algarve integrar a lista dos melhores do mundo na investigação em Turismo. A excelência do Turismo em Portugal resulta também da qualidade da investigação da UAlg, e este é mais um extraordinário contributo da região para o bom momento turístico do país”, diz João Fernandes, presidente da Região de Turismo do Algarve (RTA).

“Sem ciência não há progresso econômico e social, e o setor turístico necessita de investigação de excelência que nos permita antecipar o futuro e corresponder eficazmente às dinâmicas turísticas”, conclui Fernandes.

Além da categoria Hospitalidade e Gestão de Turismo, a UAlg é lembrada em outras quatro áreas pelo ShanghaiRanking’s Global Ranking of Academic Subjects, consolidando-se como uma das principais instituições de ensino superior de todo o país, sendo também uma das que mais recebe estudantes estrangeiros.

Atualmente, são cerca de 1600 estudantes internacionais, que vêm de mais de 70 países, o que acaba resultando em uma oportunidade extraordinária de contato multicultural. Destes, mais de 50% são brasileiros, que formam a maior comunidade estrangeira na UAlg, com cerca de 8 mil estudantes brasileiros.

Candidaturas via ENEM

A Universidade do Algarve tem a decorrer candidaturas para os brasileiros que desejam ingressar por meio do Exame Nacional do Ensino Médio. A primeira fase de apresentação de candidaturas termina em 31 de janeiro. A UAlg exige um mínimo de 500 pontos na prova de redação e pelo menos 475 pontos em cada uma das restantes provas. A taxa de candidatura é de 50 euros (cerca de R$ 212,00) e são mais de 40 cursos disponíveis.

Os diplomas conferidos pela UAlg são válidos e reconhecidos em todos os países da União Europeia, permitindo realizar uma pós-graduação em qualquer universidade da Europa. A anuidade para o ano letivo de 2019/20 varia entre 3.000 e 4.000 euros, podendo ser paga até ao máximo de 8 mensalidades. Existem 64 bolsas de anuidade reduzida (1.100 euros) para os candidatos seriados com as melhores classificações.

A UAlg tem disponível um site, especialmente dirigido a estudantes brasileiros, onde se encontram todas as informações úteis, tal como os cursos oferecidos, as linhas de investigação realizadas, informações sobre financiamentos, testemunhos e dados práticos para preparação de uma ida para o Algarve.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend