Sporting: Polícia faz buscas em Alvalade por suspeitas de corrupção

Mundo Lusíada
Com Lusa

Nesta quarta-feira, a Polícia Judiciária fez buscas na SAD do Sporting, em Alvalade (Lisboa), relacionadas com suspeitas de atos de corrupção.

No dia 15, a Procuradoria-Geral da República já tinha confirmado que o Ministério Público investiga um alegado esquema de corrupção relacionado com a compra de equipes de arbitragem no andebol e que envolvia o Sporting. O caso teve repercussão em Portugal após reportagem do jornal Correio da Manhã.

Quatro pessoas foram detidas no âmbito da investigação a suspeitas de corrupção no andebol do Sporting, incluindo o antigo responsável pelas modalidades e atual diretor do futebol de Alvalade, André Geraldes.

O alegado esquema de corrupção no andebol envolvia “a compra de equipes de arbitragem, quer para os leões ganharem, quer para o Futebol Clube do Porto, com o qual disputaram o campeonato até ao fim, perder” e abrangeu a época de 2016/17, ganha pelo Sporting.

O CM citava conversas e trocas de mensagens de voz entre empresários, na aplicação da internet WhatsApp, e que segundo o jornal “mostram como André Geraldes, hoje diretor de futebol do Sporting, coordenava toda a batota”.

O jornal publicou ainda uma entrevista com um empresário – Paulo Silva -, alegadamente intermediário em todo o esquema, que confessou ter alinhado no esquema de corrupção “ao serviço do seu clube do coração [Sporting]” e disse que recebia 350 euros por cada árbitro de andebol que corrompia.

A Federação de Andebol de Portugal (FAP) anunciou na terça-feira que vai denunciar ao Ministério Público (MP) a alegada corrupção a equipes de arbitragem por parte do Sporting, remetendo ainda o processo para o Conselho de Disciplina (CD).

O esquema de corrupção seria para favorecer os ‘leões’ na época 2016/17, quando o Sporting conquistou o título de campeão nacional, após 16 anos de jejum.

Após a reportagem, o FC Porto lembrou que fez um protesto formal após o duelo com o Benfica e vai aguardar que a “justiça funcione”, em reação ao alegado esquema de corrupção na arbitragem.

“O FC Porto recorda que, em 2016/17, teceu duras críticas às arbitragens de alguns jogos e num deles, contra o Benfica, entregou um protesto formal para que fosse repetido na sequência de graves erros de fato. O que, em nossa opinião, contribuiu para que fossemos afastados da luta pelo título e consequentemente da participação na Liga dos Campeões”, divulgou em comunicado a direção do clube.

No dia 15, o Sporting também apelou à celeridade das autoridades na averiguação à alegada corrupção no campeonato nacional de andebol de 2016/17, considerando-se um “alvo a abater” por continuar a “lutar e a querer transparência e verdade desportiva”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend