Sporting gastou mais de 15 milhões de euros, maior parte com brasileiro

Da Redação
Com Lusa

O Sporting gastou 15,85 milhões de euros no mercado de inverno, com a maior fatia a ser utilizada na contratação do brasileiro Wendel, de acordo com um comunicado enviado à Comissão do Mercado dos Valores Mobiliários (CMVM).

A contratação do meia brasileiro, que ainda não foi utilizado pelos ‘leões’, ao Fluminense custou 7,5 milhões de euros, aos quais acrescem 1,2 em comissões, sendo que o clube brasileiro ficou com 10 por cento de uma futura mais valia.

A transferência do croata Josip Misic, contratado ao Rijeka, valeu 2,75 milhões de euros, aos quais acrescem uma comissão de 500 mil euros, com o clube croata a ficar com 20 por cento de uma futura mais valia.

No mercado interno, o Sporting contratou o ganês Lumor ao Portimonense por 2,5 milhões de euros por metade do passe – podendo adquirir mais 30 por cento por um milhão – e o português Ruben Ribeiro ao Rio Ave por 400 mil euros.

Apesar de ter chegado a custo zero do Tianjin Teda, o colombiano Fredy Montero acabou por custar ao Sporting um milhão de euros em comissões.

Em janeiro, apenas saiu um jogador do Sporting, o espanhol Oriol Rosell, que estava emprestado ao Portimonense, e que se mudou para o Orlando City a troco de 500 mil dólares, aos quais podem acrescer mais 400 mil por objetivos.

Por empréstimo foram vários os jogadores que deixaram o clube, com o contrato de cedência de Iuri Medeiros por uma época e meia a valer um milhão de euros, ficando o Gênova com uma opção de compra obrigatória de 10 milhões mediante objetivos e o Sporting com 20 por cento de uma mais valia.

O argentino Jonathan Silva foi emprestado por 500 mil euros até ao final da temporada à Roma, que ficou com uma cláusula de opção de compra obrigatória mediante objetivos, podendo a operação chegar a 5,7 milhões de euros, com a Sporting SAD a ficar com 20% dos direitos econômicos e com o direito de preferência.

Alan Ruiz regressou à Argentina, para representar até 31 de dezembro o Colón, por empréstimo do Sporting, que recebeu 200 mil euros, dando ao clube argentino uma cláusula de opção de compra de 70% dos direitos económicos por sete milhões de euros.

Por um valor de 200 mil euros também saiu Tobias Figueiredo, emprestado ao Nottingham Forest, que ficou com uma cláusula de opção de compra obrigatória mediante objetivos de 2,3 milhões de euros.

No caso do defesa central, a Sporting SAD fica com 20% dos direitos econômicos e garante a possibilidade de recompra e o direito de preferência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Send this to a friend