Portugal recebe doação de três pinturas do século XVII

Da redação
Com Lusa

O príncipe Aga Khan vai doar três pinturas portuguesas do século XVII ao Estado português, numa cerimônia que decorrerá na sexta-feira, no Museu Nacional de Arte Antiga, em Lisboa.

De acordo com um comunicado do gabinete da ministra da Cultura, Graça Fonseca, das obras doadas, da autoria do pintor Bento Coelho da Silveira (1617-1708), pintor régio de D.Pedro II, duas destinam-se ao Museu Nacional de Arte Antiga, em Lisboa, e a outra ao Museu Nacional Soares dos Reis, no Porto.

Ao Museu Nacional de Arte Antiga serão agora entregues “Repouso no regresso do Egipto” e “Virgem com o menino e a visão da Cruz”.

No Museu Nacional Soares dos Reis ficará, posteriormente, a “Apresentação da Virgem no Templo”.

“Repouso no Regresso do Egipto”, óleo sobre tela com 219 por 216 centímetros, de 1695, “é uma obra admirável de Bento Coelho, pela sua dinâmica e encenação assumidamente barrocas”, descreve o comunicado.

“Virgem com o Menino e a visão da Cruz”, óleo sobre tela com 221 por 227 centímetros, também de 1695, segue de perto a obra do pintor maneirista Maarten de Vos (1532-1603), conhecida através de uma gravura de 1614, de Raphael Sadeler.

A Igreja de São Cristóvão, em Lisboa, reúne um dos maiores núcleos conhecidos de obras do pintor maneirista, com 44 telas, entre as quais a “Última’ Ceia”, recém-restaurada no âmbito de uma ação de financiamento coletivo, inserido no projeto “Arte por São Cristóvão”, do Orçamento Participativo de Lisboa, que mobilizou artistas como Rui Chafes e Madalena Vitorino.

O Ministério da Cultura sublinha que “estas doações contribuem para o enriquecimento das coleções expostas nos museus nacionais, e reforçam uma política nacional que se afirma diversa para as coleções artísticas e patrimoniais, públicas e/ou privadas”.

As obras são doadas através do Imamat Ismaili e da Rede Aga Khan para o Desenvolvimento.

As entidades estabeleceram um acordo, em 2015, com o Estado Português, para instalação da sua sede mundial em Lisboa, estando “comprometidos com uma colaboração contínua com as instituições culturais do país”, acrescenta.

A cerimônia está prevista para as 15:00, com a presença de Aga Khan, 49.º Íman hereditário e líder espiritual dos muçulmanos xiitas ismaelitas, do irmão, o príncipe Amyn Aga Khan, e do diretor do Museu Nacional de Arte Antiga, António Filipe Pimentel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend