Lusófonos no Fórum das Letras de Ouro Preto

Quarta-feira | 26 NOV 08

Da Redação

Carol Reis/Divulgação

>> Escritor Francisco José Viegas.

 

A 4ª Edição do Fórum das Letras de Ouro Preto, encerrada em 09 de novembro, contou com participantes portugueses e de países lusófonos. Promovido pela Universidade Federal de Ouro Preto – UFOP, o Fórum das Letras de Ouro Preto promove o diálogo entre autor e público, além de valorizar a importância de Ouro Preto, tornando-se durante cinco dias palco de discussões literárias.

Francisco José Viegas e Arnaldo Saraiva são dois escritores portugueses que estiveram presentes no Fórum de Letras de Ouro Preto, que ocorreu na cidade histórica de Minas Gerais. Também esteve presente o moçambicano Nelson Saúte, que atualmente reside entre Maputo e São Paulo, onde freqüenta o mestrado em Sociologia na USP (Universidade de São Paulo).

Em 07 de novembro, o embaixador de Portugal no Brasil, Francisco Seixas da Costa, foi um dos oradores convidados para debate sobre o tema “1808 – a Invenção do Brasil”, com Laurentino Gomes, autor do best-seller “1808”, e Fuad Yazbech, autor do romance “O Segundo Degredado”, baseado na carta de Pero Vaz de Caminha. No debate, moderado pela professora da Universidade Federal de Outro Preto, Guiomar de Grammond, participou ainda o prefeito de Ouro Preto, Ângelo Oswaldo.

Seixas da Costa abordou os impactos políticos e sociais em Portugal da ausência da família real portuguesa, entre 1807 e 1822. Além do modo como a historiografia portuguesa julgou dom João VI, durante todo o resto do século XIX, contribuindo para a ascensão das idéias republicanas, destacando o fato pouco conhecido da República portuguesa, implantada em 1910, ter sido a segunda da Europa, depois da Revolução Francesa.

O evento reuniu este ano personalidades como Arnaldo Jabor, Rubem Alves, Nelson Motta, Moacyr Scliar e José Eduardo Agualusa.

Em abril de 2008, o encontro originado em Ouro Preto ganhou versão portuguesa e reuniu, em Lisboa, autores lusófonos. Com o tema “Portugal, Brasil, África: O princípio da aliança”, o evento se propôs a discutir a identidade e a diversidade da literatura produzida nos países de língua portuguesa. Organizado por Guiomar de Grammont juntamente com a escritora Inês Pedrosa, diretora da Casa Fernando Pessoa, o Letras em Lisboa teve duração de quatro dias e contou com a participação de escritores, críticos, editores e interessados em literatura em geral. O evento fez sucesso e a segunda edição do evento já está marcada, deve acontecer entre 6 e 10 de maio de 2009, na Casa Fernando Pessoa e no Teatro São Luís, em Lisboa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend