Especialistas do patrimônio arquitetônico de Portugal e Brasil no Mosteiro da Batalha

Da Redação
Com Lusa

O 6º Fórum Internacional do Patrimônio Arquitetônico Portugal Brasil junta no Mosteiro da Batalha, de quarta a sexta-feira, especialistas portugueses e brasileiros do setor, numa discussão cujo tema é “A preservação da multiculturalidade no patrimônio cultural”.

O evento, que se realiza alternadamente em Portugal e no Brasil, tem como objetivo a promoção do debate entre entidades responsáveis pelo patrimônio, juntando sociedade civil, comunidade científica e técnica numa reflexão sobre temas da atualidade.

Segundo uma nota divulgada pelo diretor do Mosteiro da Batalha, a intenção do Fórum Internacional do Patrimônio Arquitetônico (FIPA) Portugal Brasil é contribuir para “uma maior proteção e qualificação da intervenção no patrimônio natural e construído”.

“A proteção do patrimônio arquitetônico e cultural envolve o reconhecimento do interesse público do que se pretende proteger e uma maior exigência nas intervenções desde a fase de investigação, à definição de estratégias de gestão urbana e do território, até à de intervenção de conservação, reabilitação, comunicação, promoção e gestão”, sublinha Joaquim Ruivo.

A sexta edição do FIPA faz parte dos eventos associados à conferência mundial da União Internacional dos Arquitetos, que reunirá perto de 20 mil arquitetos, em 2020, no Rio de Janeiro, no Brasil.

“Espera-se que o FIPA contribua com boas reflexões para os debates nacionais e internacionais”, acrescenta o diretor do monumento.

A organização é coordenada pela Universidade de Aveiro e integra ainda a Direção Geral do Patrimônio Cultural, município da Batalha e Mosteiro da Batalha, com o apoio de outras instituições lusas e brasileiras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend