Conselho da Ortografia da Língua Portuguesa define três prioridades de atuação

Da Redação
Com Lusa

O aprofundamento da sistematização das regras ortográficas do português e a criação de um conjunto de textos “equilibrados” para as variedades do português são dois dos três eixos prioritários do Conselho de Ortografia da Língua Portuguesa.

Reunidos desde segunda-feira na Casa Pernambuco, no Porto, para definir as áreas prioritárias de intervenção e os instrumentos de promoção da língua portuguesa, os membros do Conselho da Ortografia da Língua Portuguesa (COLP), órgão técnico do Instituto Internacional de Língua Portuguesa (IILP), chegaram a um consenso.

De acordo com o documento a que a Lusa teve acesso, este novo órgão da IILP, além de reconhecer a importância do Vocabulário Comum da Língua Portuguesa (VOC), estabelece “três eixos de atuação” para a promoção e coesão da língua entre os diferentes Estados-membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

O documento oficial, assinado por especialistas da Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal e Timor-Leste, define como primeira prioridade o “aprofundamento da sistematização das regras ortográficas do português”.

Além deste aprofundamento, o órgão técnico propõe a “ampliação do corpo de conhecimentos sobre a ortografia”, que passa pela identificação e descrição das estruturas congêneres, o levantamento de bibliografia sobre a ortografia publicada em português e a gestão da ortografia de língua política ou “filogeneticamente próxima” do português.

Por fim, estabelece a criação de ‘corpora’ (conjunto de textos escritos e registos orais) de “dimensões comparadas e com equilíbrio semelhante” para as variedades do português dos estados-membros da CPLP.

Durante a reunião, os vários representantes elegeram ainda a comissão de coordenação deste conselho, atribuindo a direção “temporariamente” ao brasileiro Evanildo Bechara, com Inês Machungo (Moçambique) e José Pedro Ferreira (Portugal).

“Esta comissão tem como função primeira supervisionar a elaboração do regulamento do COLP, a apresentar na próxima Reunião CC-IILP [Conselho Científico do IILP], prevista para maio de 2020”, lê-se no documento, que acresce que a segunda reunião do órgão será posterior à reunião do CC-IILP.

Além da comissão de coordenação, os representantes nomearam também Silvestre Estrela (Angola) como coordenador da comissão de redação para elaborar um regulamento para este novo órgão técnico da IILP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend