Encenação da fundação da Vila de São Vicente acontece de 19 a 25 de janeiro

Maior espetáculo em areia de praia do mundo terá a participação de Nuno Leal Maia, Scheila Carvalho, Cláudio Heinrich, Bárbara Borges e Antônio Abujamra, entre outros astros, além de 1200 atores e atrizes da região.

Da Redação

A primeira cidade brasileira comemora 477 anos em 22 de janeiro de 2009. Um dos mais belos e grandiosos espetáculos com participação popular que se realiza no país, a Encenação da Fundação da Vila de São Vicente, celebra o surgimento da primeira cidade brasileira. A reconstrução dramatizada dessa história acontecerá em 2009 entre os dias 19 e 25 de janeiro, sete apresentações, de segunda a domingo, sempre às 20h30, na praia da Gonzaguinha, o mesmo lugar em que aportou o navegador português Martim Afonso de Sousa em 22 de janeiro de 1532.

A 27ª. edição do evento contará com a participação de Nuno Leal Maia (padre Gonçalo Monteiro) Scheila Carvalho (Índia Bartira), Cláudio Heinrich (João Ramalho), Bárbara Borges (Salamandra) e Antônio Abujamra (narrador), além de 1.200 atores e atrizes da região. O evento é realizado pela Prefeitura de São Vicente através da Secretaria de Turismo e Cultura (Setuc). Não foram divulgados até o momento, os nomes dos atores que interpretarão Martin Afonso de Souza e sua esposa Ana Pimentel.

A Encenação conta parte da história do Brasil de maneira surpreendente. Na gigantesca arena/palco de 20 mil m², 1200 atores – entre os protagonistas famosos, cerca de vinte profissionais da Baixada Santista e mais de 1100 adultos e crianças amadores recrutados em diversas comunidades – interpretam portugueses, tribos indígenas, piratas, com rigor teatral, mas também com o vigor e energia de quem está contando o nascimento de sua terra e de seu povo. Cenário, figurinos e adereços de época, música especialmente composta, texto que narra a história, cenas totalmente coreografadas, explosões e efeitos especiais compõem uma montagem enxuta, pouco mais de uma hora de duração, e de grande impacto. Após o encerramento de cada apresentação há uma queima de fogos de artifício.

O evento é apontado pelo Guinness, como o maior espetáculo em areia de praia do mundo. São 35 camarotes que comportam 10 mil pessoas. Outros números também impressionam: três mil peças de figurino, 300 objetos cenográficos, 280 toneladas de ferro nas arquibancadas, 1500 m² de camarins e mais de 2.500 pessoas envolvidas na produção e bastidores.

Pelo segundo ano consecutivo, o diretor geral da Encenação é Tanah Corrêa. Outro nome forte da Encenação está na trilha sonora. De acordo com o diretor musical, Gil Nuno Vaz, a proposta é de, através da música, enfatizar a cultura indígena, procurando mostrar cantos autênticos. Além de sublinhar os momentos históricos dos índios e dos portugueses, a idéia da trilha é agregar um significado adicional à história, ou seja, a mistura de raças e etnias que decorre do processo da colonização portuguesa. A trilha pretende fundir sonoridades de diversas origens, as ameríndias, européias, africanas e asiáticas.

27ª Encenação da Fundação da Vila de São Vicente De 19 a 25 de janeiro – Sempre às 20h30

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Send this to a friend