Começa repatriamento de mais 1.300 brasileiros retidos em Portugal

Da Redação

O repatriamento de 1.300 cidadãos brasileiros retidos em Portugal por causa do cancelamento de voos e outras restrições resultantes da pandemia da covid-19, começa nesta semana segundo divulgou a Embaixada do Brasil em Lisboa.

“Na próxima semana será dado início ao processo de repatriamento de cidadãos brasileiros retidos em Portugal na sequência dos cancelamentos de voos e das severas restrições às operações comerciais regulares”, afirmou o ministro conselheiro Luciano de Andrade.

Segundo o diplomata, num primeiro momento “o esforço estará direcionado para os viajantes que tiveram os seus voos cancelados e registraram a sua situação junto das repartições consulares, ao longo do mês de março” e, depois, serão visados “os viajantes registrados já no mês de abril”.

“O objetivo é alcançar todos os brasileiros que se encontrem nas situações descritas. No entanto, caso se faça necessário em função da demanda existente, será dada prioridade aos passageiros que tenham preferência [idosos, gestantes, deficientes, crianças de colo e menores de idade], e a cidadãos que se encontrem num quadro de extrema vulnerabilidade”, adianta ainda o responsável da Embaixada, em nota divulgada nas redes sociais.

Para a organização do processo, os passageiros serão contactados diretamente a fim de receberem as informações necessárias, confirmarem a sua situação e o seu interesse no regresso ao Brasil.

Na nota, divulgada pela representação diplomática em Portugal, “o Governo brasileiro está ciente de que a deterioração da realidade econômica, em razão das medidas de combate à covid-19, tem deixado um número crescente de brasileiros residentes apreensivos com a sua permanência em Portugal”.

E adianta: “Os consulados no país continuarão atentos à evolução desse quadro. Recomenda-se a todos que procurem seguir as orientações das autoridades portuguesas, em especial neste período em que vigora o estado de emergência”.

A Embaixada do Brasil obteve das autoridades portuguesas autorizações para que a Azul opere mais vôos extraordinários para Viracopos (Campinas) nos dias 17 de abril, 24 de abril, 11 de maio, 18 de maio e 25 de maio de 2020.

Anteriormente, já tinha sido aprovados voos para os dias 10 de abril, 1º de maio, 4 de maio e 1º de junho de 2020. Os passageiros devem entrar com a própria companhia Azul.

Portugal é o país que ainda concentra maior contingente de brasileiros retidos, de acordo com o ministro Ernesto Araújo, de onde já foram resgatadas mais de 6 mil pessoas.

Os cidadãos a enfrentar problemas sérios “devem escrever à repartição consular da sua região para que sua situação possa ser avaliada” nos seguintes contatos:

Lisboa: [email protected]
Porto: [email protected]
Faro: [email protected]

Portugueses no Brasil

Também a TAP Air Portugal confirmou que realizará 4 voos extra durante o mês de Abril, com partida de São Paulo (Aeroporto de Guarulhos)  com destino a Lisboa, nos dias 18, 19, 20 e 23 de Abril.

Também está marcado um voo extra, de São Paulo (Aeroporto de Guarulhos) para o Porto, no dia 17/04/2020 (sexta-feira). Mais informações estão no site www.flytap.com.

A Embaixada de Portugal em Brasília divulgou que está suspenso o atendimento presencial na Secção Consular, durante o período da quarentena imposta pelo governo, a partir desta terça-feira, 14 de abril.

Durante o período de suspensão do atendimento presencial, foi divulgado um e-mail para atendimento de emergências: [email protected]

“Consideram-se situações de emergência, designadamente, a necessidade de emissão de um Título de Viagem Único (TVU) ou passaporte temporário, o apoio na sequência de acidentes de viação grave ou situação similar, que possam requerer a trasladação de vítimas mortais e a emissão da documentação pertinente” informa o órgão.

A Secção Consular continuará a funcionar, também, para prestar os serviços e atos de registro civil e notariado que não requerem a presença física do utente.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: