Associação Luso Brasileira de Campo Grande também comemora centenário de Fátima

Pães foram abençoados e distribuídos aos fieis. Foto André Patroni

Da Redação

A Associação Luso Brasileira de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul, recebeu em 13 de outubro uma missa em homenagem ao centenário da última aparição de Nossa Senhora aos três pastorinhas em Fátima.

Devido às condições climáticas não foi possível realizar a tradicional peregrinação com as velas pela pista de caminhada do Clube, mas os participantes assistiram a uma grande parte de um documentário sobre os eventos de Fátima ocorridos entre maio e outubro de 1917. Após a exibição do vídeo, a missa foi celebrada pelo vigário da Paróquia São Sebastião, Padre Cléber.

As missas realizadas no Clube Estoril em homenagem às aparições revelam que mesmo após cem anos, a mensagem de Fátima permanece viva. “É atual porque Nossa Senhora nos pede penitência, oração e nos fala da paz. Esta paz, que é tão almejada, só será alcançada quando colocarmos Jesus Cristo no centro das nossas vidas. Enquanto o povo, a humanidade caminhar distante de Deus, nós nunca vamos ter a paz que desejamos ter, porque fica uma lacuna. Nós precisamos caminhar juntos do senhor Jesus” disse o Padre.

Para o celebrante, a época em que vivemos traz obstáculos à prática da fé pedida por Fátima. “Há uma grande dificuldade porque o mundo vive dentro de um contexto individualista, cada um procura satisfazer-se quando deveríamos procurar ver que todos fomos criados à imagem e semelhança de Deus, de modo que não existe indivíduo, mas um povo, o povo de Deus. Por isso essa dificuldade, por isso estamos imersos no pecado, no egoísmo, inebriados de tanto ódio, inveja, maldade, porque de fato nós procuramos muito o nosso Eu, somos egocêntricos, quando deveríamos sermos Nós. A mensagem de Fátima é: devemos procurar ser um povo, o povo de Deus” observou Cléber.

Ao fim da celebração, houve a coroação da imagem de Fátima feita por uma criança e pétalas foram lançadas para cima. Pães foram abençoados e distribuídos aos fieis.

O Padre acredita que a missa é uma oportunidade que a Associação dá para os seus membros de encontrar um momento de espiritualidade. “Este convite é muito bonito, muito salutar. Que muitas outras associações pudessem também ter momentos para levar Deus ao coração de seus associados. Porque o ser humano não é feito de partes, mas de um todo. Esta totalidade é espiritualidade, humanidade, lazer, cultura. O ser humano é um ser integrado, não é um ser dividido, então é muito bom poder oferecer para os sócios do Clube Estoril este momento de espiritualidade, este momento de graça, que é a santa missa” concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend