Almoço do Rancho Verde Gaio marca despedida da sede do Centro Cultural Português em Santos

Por Odair Sene

No dia 19 de maio o Rancho Folclórico Verde Gaio do Centro Cultural Português de Santos, seguiu com seu programa “Domingar à Verde Gaio”, que tem por objetivo valorizar a cultura e a gastronomia portuguesa através das músicas e dos pratos variados, de diferentes regiões de Portugal. Desta vez o prato foi “Rojões à Minhota”, com canções do Marcos Victor e da Veralucia: “Fado Por Acaso”.
Eduardo Alves (o Kbça) um dos diretores da casa falou com o Mundo Lusíada sobre este último evento do grupo e da entidade na sede da Ana Costa. Além do que, foi comemorativo ao aniversário do presidente José Duarte (70 anos) que esteve presente com seus familiares, além de marcar também o aniversário de união do casal Antonio e Noemia Serra: 53 anos de casamento e ele ainda comemorando 76 anos de vida.
No evento presenças importantes e valorizadas pelos diretores, como do secretário de Segurança de Santos Coronel Sérgio Del Bel e o Capitão da 3ª Companhia representando o Centro Comunitário da região, Capitão Azevedo.
A idealização do evento “Domingar a Verde Gaio” foi do próprio Eduardo Kbça e, segundo ele mesmo, “veio para ficar” porque deu muito certo em vários aspectos, como em resultados para o rancho, como para a entidade que não abria aos domingos e também pelo ótimo comparecimento do público. “Hoje os componentes estão todos aqui trabalhando, não tem apresentação, então os convidados são muito bem atendidos, é uma festa completa que deu certo”, disse o Eduardo.
A ideia do “Domingar” é trazer a cada almoço (mensalmente) um prato diferente de cada região, indo portanto muito além do bacalhau e da sardinhada. Neste domingo foi preparado “Rojões à Minhota”, feito com a parte traseira do porco, sem pele, com batatas e temperos, além de outros pratos para acompanhamento. “A ideia da gente foi essa, então já fizemos o Cozido à Portuguesa, Arroz da Braga, Vitela de Lafões, agora o Rojões à Minhota, nossa ideia é fazer pratos de regiões diferentes, este é o sucesso da nossa festa”, disse Eduardo que é um dos diretores responsáveis pelo folclore da casa, atualmente ensaiado pelo Wallacy Rodrigues.
O evento deste domingo marcou a despedida de todas as atividades do Centro Cultural nesta sede, alugada para uma empresa da área da saúde que usará o imóvel pelo menos por cinco anos. A partir de agora o Centro Cultural funciona inteiramente na sede da Amador Bueno, no centro velho de Santos. A diretoria enxergou mais à frente para evitar gastos, terá o recurso do aluguel como receita, e ainda terá menos gastos com uma sede para administrar e ainda assim terá opção de promover alguns de seus eventos em outros espaços existentes em Santos.
A atração musical neste domingo ficou por conta da simpática dupla conhecida nos eventos lusos da cidade: “Grupo Fado Por Acaso” do Marcos Victor (que é acordeonista do próprio Verde Gaio) e a cantora Veralucia Pinheiro Almeida, que apresentaram repertório bastante variado, com predominância pelas tradicionais canções portuguesas.
Com tantos atrativos, tantas comemorações e despedida da sede, o evento do Verde Gaio fechou com chave de ouro: “Fechamos bem, agradeço mesmo a todos, ao Mundo Lusíada, a toda a comunidade portuguesa da nossa cidade, muita paz a todos”, finalizou Eduardo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend