Exportações da Quinta dos Açores sobem para 1,5 milhões em 2018

Da Redação
Com Lusa

As exportações da Quinta dos Açores atingiram 1,5 milhões de euros em 2018, crescendo 3,5 pontos percentuais (p.p) face ao ano anterior, com destaque para Espanha, disse à Lusa a administradora da marca, Diana Barcelos.

Em 2018, “o volume de negócios da Quinta dos Açores foi de cerca de 10 milhões de euros, com as exportações a representarem 15% deste valor. A exportação representou, em 2017, 11,5% da faturação”, disse à Lusa Diana Barcelos.

Desta forma, no ano em causa, as exportações da Quinta dos Açores atingiram 1,5 milhões de euros, mais 3,5 p.p. do que no período homólogo.

De acordo com os dados disponibilizados, o principal mercado exportador é Espanha, que representa cerca de 5% da faturação anual da marca do grupo Barcelos.

Recentemente, a Quinta dos Açores iniciou também a exportação para o Reino Unido, através de um distribuidor português, não tendo sido, até ao momento, afetado com a incerteza associada ao ‘Brexit’ (saída do Reino Unido da União Europeia).

Paralelamente, a empresa tem em vista atingir outros mercados europeus, “sobretudo, mais relacionados com a saudade” (emigrantes portugueses), bem como o mercado norte-americano.

A marca açoriana, com sede na Ilha Terceira, dedica-se à produção de gelados, queijos, iogurtes, preparados de carne e carne de bovino.

A Quinta dos Açores emprega mais de 60 funcionários sendo que, no total das cinco marcas, o grupo Barcelos tem cerca de 100 trabalhadores.

O grupo detém ainda as marcas Francisco Helvídio Barcelos, dedicada à produção animal, Maria José Barcelos, vocacionada para a importação e exportação animal, A Pastagem, empresa que cria animais da marca Limousine com Identificação Geográfica Protegida (IGP), bem como a Quinta ‘Experience’, que foi criada com a extensão do projeto para São Miguel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend