Rússia: São Petersburgo

Por João Aparecido da Luz

Rússia, primeira nação do mundo em território, tem em São Petersburgo, que já foi sua capital, outrora chamada de  Stalingrado e Leningrado, a segunda maior cidade do país com cerca de 5 milhões de habitantes. Visitar esta metrópole é ter contato com uma das mais importantes arquiteturas da Europa Ocidental.

A passarela de São Petersburgo sem dúvida é a avenida Nevsky Prospect, onde estão os hotéis, mercados, lojas, restaurantes, bares. Vale a pena percorrê-la assim como percorremos uma Champs-Élysées ou 5ª Avenida. Se quiser tomar uma água mineral é só dizer “Vadá” e você não morrerá de sede, e para agradecer diga “Spatíba”.

Era uma tradição no século 19 as famílias mais abastadas e os czares darem de presente os famosos ovos Fabergé, produzidos com pedras preciosas, fabricados pelo famoso joalheiro judeu Peter Carl Fabergé. São verdadeiras obras-primas. Não deixe de comprar uma réplica em porcelana, à venda em diversas lojas por 7 euros em média. Você estará trazendo o melhor suvenir da viagem.

A maior atração da cidade recai sobre o Museu Hermitage que se localiza às margens do rio Neva. É considerado um dos maiores museus do mundo não somente pela sua grandiosa construção, mas principalmente pela quantidade de obras oriundas de todo o mundo. Sua vasta coleção possui itens de praticamente todas as épocas e estilos. Os quadros e obras de arte encontrados em seu interior se igualam àqueles existentes nos grandes museus do mundo. Produções de Michelangelo, Renoir, Leonardo da Vinci, Rembrandt, Van Gogh, Rodin e tantos outros podem ser vistas nas dependências deste museu. É uma visita imperdível.

O grande destaque do Hermitage é o Palácio de Inverno, que foi a residência oficial dos Czares e que não deve deixar de ser visto.

A Catedral de Nosso Salvador do Sangue Derramado, cujo nome oficial é Igreja da Ressurreição de Cristo, de torres coloridas e decoradas com ouro e pedras preciosas, deve ao menos ser fotografada, o que já vale o dia para o turista. Seu interior é ricamente decorado com mosaicos de mármores em todas as suas peredes.

Entre outros lugares que devem ser vistos estão a Catedral de São Nicolau, Fortaleza de Pedro e Paulo, Panteon, Palácio de Peterhoff e seus jardins que imitam os de Versalhes, Palácio de Catarina e a Catedral de Nossa Senhora de Kazan, cujo construtor tentou, em vão, imitar as colunatas de Bernini presentes no Vaticano. O centro histórico e o grupo de monumentos da cidade constituem patrimônio mundial da UNESCO. Afinal, São Petersburgo é um dos maiores centros culturais da Europa e um importante porto russo no Mar Báltico.

Se der, e para fechar com chave de ouro o passeio, não deixe de assistir um show de balé folclórico russo.

Boa viagem!

ET: “Um Domingo na Rússia” é um evento para quem quer conhecer um pouco mais deste país. Será realizado na Biblioteca Mário de Andrade em São Paulo, Capital, no próximo domingo dia 25 de novembro de 2018 às 10h00.

 

Por João Aparecido da Luz
Escritor, advogado, cronista de viagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend