Trasmontano Saúde anuncia construção de hospital no litoral de São Paulo

Por Odair Sene

No final do mês de maio, uma das mais tradicionais empresas de saúde do Brasil completou 81 anos de fundação. Desde então, conta com portugueses e brasileiros à frente desta grande instituição, que vem se superando em qualidade e nível de excelência. O Centro Trasmontano de São Paulo promove tradicionalmente uma comemoração de três dias, num final de semana, com uma sessão solene, seguida de um jantar de gala, e uma missa em ação de graças.

DiretoriaCTrasmontano

Ao Mundo Lusíada, o atual presidente Alcides Felix Terrível falou sobre um dos destaques durante o seu discurso de aniversário, a qualidade dos serviços prestados pelo CT. “No mercado que nós estamos é um desafio constante porque nosso foco é saúde, e com saúde não se brinca. Não se tem meio termo, ou se trata, ou não se trata. Nesse ponto, nossa intenção é tratar da melhor maneira possível. Como qualquer outro ramo de atividade, se perde um bem, perde uma aquisição, e com a saúde, se perdermos, é a morte. Então é uma luta constante para manter” diz o presidente, que cobra o esforço de todos para um melhor atendimento aliado à qualidade.

“A palavra qualidade é muito ampla nesse sentido porque vai desde atendimento da telefonista, recepcionista, e cuidados de enfermagem até o médico, um contexto geral. No nosso hospital, por exemplo, a qualidade está desde a entrada, passando por todos os setores de atendimento, inclusive a retaguarda onde ninguém enxerga, como o pessoal da limpeza e manutenção. Esse é nosso foco, atendimento aos associados e pacientes da melhor maneira possível, qualidade é um ponto principal”.

Baixada Santista

Durante a solenidade, o presidente ainda revelou que pretende construir um novo hospital na Baixada Santista. A compra do terreno na cidade de Praia Grande já foi efetuada, localizado entre a Avenida Kennedy e a Imigrantes, próximo ao acesso de São Vicente. “Estrategicamente, atende tanto o litoral sul, quanto o centro, e também ao próprio litoral norte. O terreno já é nosso, estamos partindo agora para o projeto, para segundo semestre de 2014 ou início de 2015 começarmos a obra e entregarmos esse sonho nosso, sonho que já demos o primeiro passo” diz o presidente Alcides Felix Terrível.

O vice-presidente, atual presidente do Hospital Igesp, Fernando Moredo, ressaltou o aumento de 28 para 206 apartamentos no Igesp. “Compramos o hospital em 15 de maio de 1998, portanto completou 15 anos. Nesse período, partimos de 28 apartamentos para 206 que já estão funcionando há quatro anos. É bastante significativo o avanço levando-se em conta a qualidade dos apartamentos que temos. Naquela época eram somente 28 e não tinha qualidade. Hoje são 206 de altíssima qualidade”, disse.

Hoje, o hospital procura mais uma certificação da área, hoje conta com o Nível 3, e procura conseguir o Nível Internacional. “O nível 3 só existe em 68 hospitais no Brasil, nós somos um deles, em São Paulo só existem 22. Isso quer dizer que o Nível 3 já é difícil. O Internacional é um ponto acima, muito restrito e só os hospitais considerados ‘tops’ têm, são três ou quatro em São Paulo. Nós vamos agora perseguir esse nível internacional”.

A ANS (Agencia Nacional de Saúde) ultimamente puniu algumas entidades da saúde, com um nível de exigência muito alto. Para Fernando Moredo, a agência reguladora está fazendo uma exigência na qual os planos de saúde são obrigados a dar por escrito uma resposta a um associado, mesmo ele não tendo direito. “Então temos que ter mais gente de plantão, aumenta nossos custos, e isso é uma das exigências, eles têm outras dezenas. Não sei até que ponto os planos de saúde vão aguentar com estes custos, porque é tudo burocrático e temos que ter fundo de custeio para tudo”, diz o vice-presidente.

LEIA MAIS >> Centro Trasmontano de São Paulo faz comemoração à altura dos seus 81 anos de fundação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend