Reino Unido aconselha britânicos a evitar zona de fogos no Algarve

Mundo Lusíada
Com Lusa

O Ministério dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido emitiu na quarta-feira um alerta aos britânicos para não viajar para as zonas de Portugal afetadas pelos incêndios, como o Algarve.

“Para sua própria segurança, não é aconselhável viajar para as áreas afetadas pelos incêndios. Se já estiver na área, siga as instruções da polícia e das autoridades da proteção civil portuguesas”, lê-se no aviso divulgado pelo ministério britânico.

Na nota, são indicados os contatos dos serviços consulares do Reino Unido em Portugal e recorda-se que cerca de 2,3 milhões de britânicos visitaram o país em 2016, de acordo com dados oficiais.

O órgão menciona concretamente o incêndio de Monchique, que deflagrou na sexta-feira, afetou os concelhos de Silves e Portimão e cujo fumo é visível das zonas de praias.

Fogo continua

O vento, que tem tido “bastante influência” na propagação do fogo no Algarve, deverá começar a diminuir a partir de sábado, disse à Lusa a meteorologista Joana Sanches, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Os próximos dias deverão, no entanto, contar com temperaturas mais elevadas, mas a umidade relativa, que “também é um fator a ter em conta no risco de incêndio”, vai baixar na sexta-feira e no sábado, principalmente na região sul.

“Em termos de nebulosidade, não só para o Algarve, como para todo o território, vamos ter dias de céu pouco nublado ou limpo, e uma subida da temperatura, principalmente da máxima, na sexta e no sábado” e “noites tropicais”, principalmente na região sul, disse Joana Sanches.

Ao sétimo dia, o incêndio estende-se por um perímetro que ultrapassa os 100 quilômetros, afetando diretamente os concelhos de Monchique e de Silves.

A Comissão Europeia também já garantiu que está preparada para o envio de mais ajuda internacional para combater o incêndio na região.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend