Presidente dirige condolências aos familiares de piloto que morreu em queda durante combate a incêndio

Da Redação
Com Lusa

O Presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, dirigiu condolências aos familiares de piloto que faleceu na sequencia da queda de helicóptero num combate a incêndio em Sobrado, Valongo no Porto.

Segundo a presidência, “foi com grande consternação que o Presidente da República acabou de receber a trágica notícia que dá conta da queda de um Celca durante o combate a um incêndio na zona de Valongo, da qual resultou, infelizmente, a perda de vida do piloto, dirigindo por isso aos seus familiares e amigos uma palavra de sentidas condolências”.

“O Presidente da República quer ainda agradecer a todos os homens e mulheres que estão no terreno, mesmo perante um momento tão difícil como o da perda de um colega e concidadão, por continuaram a sua exigente missão de proteger o próximo”, acrescenta a mensagem.

O piloto que morreu hoje na queda do helicóptero que operava no combate a um incêndio em Valongo, no Porto, era comandante dos Bombeiros Voluntários de Cete, em Paredes, adiantou fonte da câmara local.

A vítima mortal, Noel Ferreira, de 36 anos, assumia a liderança da corporação há cerca de dois anos, adiantou.

A queda do helicóptero em Sobrado, Valongo, causou a morte do piloto que conduzia a aeronave, disse à Lusa fonte oficial da Afocelca, empresa que cede bombeiros especializados à proteção civil e para a qual a vítima trabalhava.

Em comunicado, a Afocelca expressa “o mais profundo pesar à família e amigos da vítima” e indica que “as circunstâncias em que ocorreu o acidente estão a ser apuradas pelas autoridades competentes”.

Com este acidente, contabilizam-se pelo menos cinco desastres com helicópteros de combate a incêndios durante este ano, depois de se terem registrado situações em Pampilhosa da Serra (Coimbra), Tomar, distrito de Santarém (Castelo do Bode), na barragem do Beliche, no Algarve, e no Sabugal, distrito da Guarda.

Força Aérea

A Esquadra 751 da Força Aérea Portuguesa, da qual fazia parte o piloto, lamentou a perda e agradeceu “toda a sua dedicação e camaradagem”.

“É com profundo pesar que informamos que o Capitão Piloto-Aviador Noel Ferreira, militar da Esquadra 751, faleceu hoje vítima de um acidente com um helicóptero de combate a incêndios”, lê-se numa mensagem publicada na rede social da esquadra.

Falando num momento de “profunda dor” para toda a família aeronáutica depois de a perda de “um dos seus” numa situação trágica, a Esquadra 751 envia as suas sentidas condolências à família e amigos do militar.

“A ti que hoje partes e que sempre voaste “Para Que Outros Vivam”, o nosso sentido obrigado por toda a tua camaradagem e dedicação!”, termina a mensagem.

Segundo testemunhas oculares, a aeronave teria embatido em cabos de alta tensão, tendo-se incendiado.

No local, comandante distrital da proteção civil de Valongo disse aos jornalistas que o helicóptero “ficou completamente tomado pelas chamas”.

Uma equipe do Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e de Acidentes Ferroviários (GPIAAF) deslocou-se entretanto a Valongo para a recolha de evidências necessárias para o apuramento das causas do acidente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend