Terça, 02 de Setembro de 2014 Mundo Lusiada no Facebook Mundo Lusiada no Twitter Mundo Lusiada no Orkut Mundo Lusiada no YouTube

Cerveja Cintra é comprada pela Cervejaria Petrópolis

Por | 1 janeiro, 2010 as 12:00 am | 2 comentários

Cerveja Cintra é comprada pela Cervejaria Petrópolis Portugal Digital - A cervejaria de capitais portugueses Cintra teria sido comprada pela Petrópolis, num negócio cujo valor andará entre os R$ 100 milhões e os R$ 150 milhões, de acordo com informações da brasileira "Exame". O empresário Sousa Cintra confirmou, entretanto, a existência de interessados, que não identificou, mas negou que o processo de negociação esteja concluído. A Petrópolis, proprietária das marcas Itaipava e Crystal, detém hoje participação de 7% do mercado nacional de cerveja e disputa o terceiro lugar com a Kaiser. A Cintra tem menos de 2% do mercado brasileiro, mas em uma entrevista recente o diretor comercial e de marketing da Cintra, Sergio Sampaio, afirmou que a marca iria disputar 5% do mercado brasileiro de cervejas em 2010. A Cintra tem duas fábricas, uma em Piraí, no Rio de Janeiro, e outra em Mogi Mirim, interior de São Paulo. A cervejaria foi lançada no Brasil há quase 10 anos pelo empresário português Sousa Cintra, com investimentos diversos no setor das bebidas. Em junho do ano passado vendeu a fábrica portuguesa da Cintra, em Santarém, à Iberpartners, empresa de Jorge Armindo. A cervejaria Petrópolis teve um crescimento acelerado nos últimos anos. Em 2002, a cervejaria detinha pouco mais de 2% do mercado e aparecia nas estatísticas no item "outras marcas", num universo de aproximadamente 50 pequenas empresas. A Petrópolis pertence ao empresário Walter Faria. Em 2005, Faria chegou a passar dez dias na cadeia depois de ser preso durante a Operação Cevada, da Polícia Federal. Faria fora detido com outros diretores da Schincariol – de quem foi o principal distribuidor na década de 90 – por suspeita de participação em esquema de fraude fiscal. A Petrópolis gera mais de 1.600 empregos diretos nas duas unidades fabris e 6.900 empregos indiretos em toda a rede de distribuição. A empresa tem produção no Rio de Janeiro, com 200 mil metros quadrados, e em São Paulo, com 540 mil metros quadrados. Segundo o diretor comercial e de marketing da Cintra, Sergio Sampaio, a estratégia da empresa, é "roubar mercado" das grandes no segmento de cerveja ‘mainstream’, de marcas como Skol, Brahma e Sol, e também de alto preço, das cervejas ‘premium’. Sampaio informou que a Cintra vai entrar no mercado "premium" com o lançamento de cervejas mais elaboradas ainda neste ano. A Cintra está no Brasil desde 1997. Hoje distribui nos estados do Rio, São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e parte de Minas Gerais e Espírito Santo. As vendas serão ampliadas para as regiões Nordeste e Sul durante este ano. A marca, presente em 100 mil pontos de venda, quer estar em 140 mil pontos de venda até fevereiro de 2008. Para suprir o crescimento, a empresa vai investir R$ 8 milhões em duas novas linhas de produção em 2008, uma em cada fábrica – Mogi Mirim, no interior de São Paulo, e outra em Piraí, no Rio de Janeiro. A capacidade de produção da Cintra, que comprará novos equipamentos de tancagem, vai aumentar 35% e passar de 420 milhões de litros de cerveja por ano para cerca de 567 milhões de litros, de acordo com informações divulgadas no final de janeiro pela "Gazeta Mercantil".





 

2 respostas para “Cerveja Cintra é comprada pela Cervejaria Petrópolis”

  1. jose batista alvarenas de souza disse:

    100/comentarios

Deixe uma resposta

 

 
© 2011 Jornal Mundo Lusíada - RVR PROMOÇÕES E PUBLICIDADE LTDA. Todos os direitos reservados.
Assine - Fale Conosco - Publicidade