Jogadores do Sporting vão jogar a final da Taça de Portugal, sem treino

Mundo Lusíada
Com Lusa

A equipe do Sporting não vai realizar o treino que estava agendado para sexta-feira no Estádio Nacional, para a preparação da final da Taça de Portugal, segundo a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). O outro finalista, o Desportivo das Aves, “vai treinar no sábado, às 11:00” diz a FPF.

Apesar de estarem abalados, segundo a imprensa portuguesa, os jogadores decidiram disputar a final, independentemente das medidas legais a tomar por cada um após as agressões de que foram alvo na terça-feira, na Academia de Alcochete.

“Sem prejuízo das decisões que cada um tomará, os abaixo assinados honrarão a sua condição de profissionais, disputando o jogo da final da Taça de Portugal no dia 20 de maio”, lê-se num comunicado subscrito pela maioria do plantel do Sporting, após reunião com o Sindicato dos Jogadores, na quarta-feira.

Na mesma nota, os jogadores acrescentam que, “depois de ponderarem todos os acontecimentos recentes, com particular destaque para os ocorridos no dia de ontem [terça-feira] na Academia do SCP, consideram que os mesmos são de enorme gravidade e impõem uma reflexão séria, calma e racional no que respeita às suas consequências e eventuais medidas a tomar por cada um, de acordo com os termos e prazos legais”.

Na terça-feira, cerca de 50 pessoas encapuzadas, alegadamente adeptos ‘leoninos’, invadiram a Academia de Alcochete e, depois de terem percorrido os relvados, chegaram ao balneário da equipe principal, agredindo vários jogadores, entre os quais Bas Dost, Acuña, Rui Patrício, William Carvalho, Battaglia e Misic e membros da equipa técnica.

“Sem embargo de (…) considerarem não ter condições anímicas e psicológicas para de imediato retomarem a sua atividade de uma forma normal”, os jogadores decidiram marcar presença no Jamor, no domingo, “porque a final da Taça de Portugal é uma festa do futebol português, um espelho do desporto nacional, no qual estão em causa todos os profissionais de futebol, o bom nome de Portugal e a dignidade das instituições de futebol, e também por respeito pelos colegas e pelo Clube Desportivo das Aves e por todos quantos amam e vivem o futebol”.

Na sequência do ataque, a GNR deteve 23 suspeitos, apreendeu cinco viaturas ligeiras, vários artigos relacionados com os crimes e recolheu depoimentos de 36 pessoas, entre jogadores, equipe técnica, funcionários e vigilantes ao serviço do clube.

A final da Taça de Portugal opõe o Sporting ao Desportivo das Aves no domingo, no Estádio Nacional, em Oeiras, a partir das 17:15.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend