Metro de Lisboa vai investir 210ME em novas composições e modernização

Da Redação
Com Lusa

O Governo português autorizou o Metropolitano de Lisboa a adquirir sete novas composições e a modernizar os sistemas de sinalização e segurança, num investimento de 210 milhões de euros.

Segundo o ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, a iniciativa do plano de expansão do Metropolitano de Lisboa e a situação das ligações fluviais com Lisboa, e resulta de um conjunto de resoluções aprovadas em Conselho de Ministros.

Relativamente à aquisição das sete composições (14 unidades triplas), João Matos Fernandes referiu no Parlamento que se trata de um investimento de 110 milhões de euros e que o concurso será lançado em julho.

Já o novo sistema de sinalização e segurança será aplicado nas linhas azul, amarela e verde, e representa um investimento de 100 milhões de euros.

João Matos Fernandes referiu que este novo sistema “permite reforçar a segurança do serviço” e reorganizar de forma automática os horários “em situações de perturbação na circulação”.

Ambas as medidas serão financiadas pelo Fundo Ambiental, cujas receitas, segundo o ministro do Ambiente, poderão chegar aos 250 milhões de euros.

A “agilização” na contratação dos serviços de manutenção, limpeza e segurança para o Metropolitano de Lisboa, Soflusa e Transtejo é outra das mudanças aprovadas em Conselho de Ministros e anunciada pelo ministro na Assembleia da República.

“A partir de agora, estes serviços podem ser contratados de forma mais simples do que em tempos anteriores. Vamos poder fazer mais depressa”, sublinhou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Send this to a friend