Governo português condecora luso-brasileiros em São Paulo

Secretário de Estado atribui condecorações em representação ao Presidente Cavaco Silva para três personalidades: Rui Fernão Mota e Costa, Albino Nunes e Jorge da Conceição Lopes. E por conta da secretaria, o ex-funcionário Décio Miradouro recebeu medalha por serviços prestados durante quase seis décadas.

 

RuiMota_AlbinoNunes_JorgeLopes

Por Odair Sene
Mundo Lusíada

O Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Cesário se deslocou ao Brasil neste final de agosto para cumprir uma extensa agenda com uma série de compromissos. Iniciando com a solenidade no Consulado de São Paulo, depois ao aniversário do Clube Português de SP; também visitou o Lar da Provedoria da Comunidade Portuguesa, entidade parceira da SECP, sobretudo no apoio social à idosos carentes e onde o secretário anunciou a manutenção da parceria com atribuição do apoio financeiro, a exemplo do ano de 2012.

Neste deslocamento teve ainda uma visita à Casa de Portugal de São Paulo, na companhia do presidente Antonio dos Ramos, que o apresentou às diversas instituições que lá estão funcionando. Em Santos, litoral de São Paulo, também teve compromissos com destaque para a manutenção da parceria junto ao Centro Cultural Português, entidade que abriga e mantém o Grupo Rosmaninho, o qual assiste idosos carentes de várias localidades da região. Por fim José Cesário se deslocou ao Rio de Janeiro onde teve compromissos com lideranças de entidades ligadas às questões sociais.

Em seu primeiro compromisso, dia 22, Cesário esteve numa solenidade realizada no Consulado Geral de Portugal em São Paulo, sob comando do Cônsul anfitrião Paulo Lopes Lourenço. O objetivo do evento foi entregar ordens honoríficas a três empresários luso-brasileiros do estado. Conforme declarações do secretário ao Mundo Lusíada, as condecorações foram anunciadas em junho, quando o Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, agraciou 22 personalidades das comunidades portuguesas. “Em São Paulo juntamos ainda uma medalha de mérito sob minha responsabilidade direta, atribuída ao ex-chanceler Dércio Gonçalves Miradouro, já reformado, mas que trabalhou durante 58 anos no Consulado”, referiu.

A solenidade foi aberta com o anfitrião, o Cônsul Paulo Lopes Lourenço, depois falou o presidente do Conselho da Comunidade, Antonio de Almeida e Silva, o secretário prestou as homenagens e por fim os homenageados fizeram um breve agradecimento às autoridades e aos demais presentes.

Os Homenageados

RUI MOTA – Natural de Freixinho, uma pequena aldeia do concelho de Sernancelhe (Beira Alta), o empresário Rui Fernão Mota e Costa emigrou para o Brasil em 1953, é advogado, diretor fundador da Interpolo Turismo e, além de pertencer a uma dezena de associações, incluindo o Tênis Club de Santo André, onde é o presidente, Rui Mota preside o tradicional Clube Português de São Paulo (a mais antiga associação luso brasileira). Líder associativo, Rui nesta noite foi condecorado como comendador da Ordem do Mérito. “É uma honra muito grande receber uma homenagem do meu país. É tudo que eu queria na vida”, disse Mota e Costa à Lusa. Ao Mundo Lusíada, Rui Mota disse que o Clube Português é algo “muito especial” em sua vida porque lá foi onde ele conheceu a esposa Linda, com quem se casou, teve um casal de filhos, sendo o filho já falecido e a filha Silvia que estava presente acompanhando os pais. “E do Brasil eu não saio nunca mais”, reforçou.

ALBINO NUNES – empresário em São Paulo, foi condecorado como comendador da Ordem do Mérito Empresarial, Classe do Mérito Industrial. Natural de Soure, em Coimbra, está radicado no Brasil desde 1965. O empresário possui negócios nas áreas de turismo, construção, alimentação e uma distribuidora. Trouxe para o Brasil produtos nacionais, como o pastel de nata, que é feito em São Paulo por funcionários portugueses. “Os produtos ajudam a matar a saudade de Portugal, mas também o nosso desejo. Quando não tem no Brasil, procuramos introduzir”, afirmou o empresário à Agência Lusa.

JORGE LOPES – Distinguido como comendador da Ordem do Mérito, Jorge da Conceição Lopes, que é natural de Figueiró dos Vinhos (Leiria), é empresário da área dos produtos alimentícios. No Brasil desde 1949, Jorge Lopes, é sócio-gerente da Casa Santa Luzia, em São Paulo, onde começou a trabalhar como entregador de correspondências, aos 18 anos, quando chegou à cidade com “17 escudos no bolso e 10 mil de dívida”, contou o empresário à Lusa, revelando que possui também a comenda Infante D. Henrique, recebida em 1982.

Logo_Galeria-de-ImagensO Secretário José Cesário, que fez as entregas em nome da Presidência da República, disse que as condecorações são simbólicas: “pois dizem respeito a toda a comunidade e são personificadas em alguns indivíduos. São pessoas que se destacam no apoio aos outros e a instituições ou no setor empresarial, e fortalecem as relações entre Portugal e Brasil”, afirmou José Cesário, durante o evento. O cônsul Paulo Lopes Lourenço, realçou o fato de três dos condecorados deste ano serem desta cidade, o que, conforme referiu, demonstra a importância da comunidade portuguesa local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend