Sexta, 15 de Dezembro de 2017 Mundo Lusiada no Facebook Mundo Lusiada no Twitter Mundo Lusiada no YouTube

Portugal pronto a intervir se ovos contaminados chegarem ao país

Por | 11 agosto, 2017 as 3:28 pm | Nenhum comentário

Mundo Lusíada
Com Lusa

A autoridade que fiscaliza as atividades econômicas em Portugal, a ASAE, garantiu à Lusa que está atenta e pronta a intervir no terreno caso sejam detectados em Portugal ovos contaminados com pesticida fipronil.

“A ASAE está alerta para a situação e preparada para intervir no terreno caso haja informação que o justifique”, referiu a entidade numa resposta enviada à Lusa.

A Comissão Europeia confirmou que ovos contaminados com fipronil foram detetados, até ao momento, em 15 países da União Europeia.

Também o ministro francês da Agricultura, Stéphane Travert, anunciou que mais de 200.000 ovos contaminados com fipronil, importados da Bélgica e da Holanda, foram “colocados no mercado” em França desde abril.

De acordo com a ASAE , a comunicação da contaminação de ovos com o pesticida fipronil foi emitida no sistema de alerta rápido em rede (RASFF) a 20 de julho, pelas autoridades belgas, na sequência de uma ação de controlo oficial de mercado.

Segundo esta entidade, Portugal não é, “até ao momento”, referido “como tendo sido abrangido por alguma comercialização direta ou indireta, quer de ovos quer de produtos à base dos mesmos”.

A autoridade de fiscalização das atividades econômicas acrescenta ainda ter tido conhecimento de “uma informação veiculada pela embaixada de Portugal em Haia, na qual também não é referida qualquer situação de envio do produto em apreço para Portugal”.

15 países

A Comissão Europeia confirmou que ovos contaminados com fipronil foram detectados até ao momento em 15 países da União Europeia, na Suíça e em Hong Kong. A Comissão Europeia vai reunir-se com representantes destes países em 26 de setembro.

Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, França, Holanda, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Polônia, Reino Unido, Romênia e Suécia, são os países da UE onde foram detetados ovos contaminados, precisou um porta-voz da Comissão.

O comissário da Saúde, Vytenis Andriukaitis, tinha anunciado a intenção de convocar “uma reunião de alto nível reunindo os ministros [dos países] visados e os representantes das agências de segurança alimentar de todos os Estados-membros implicados”, assim que sejam conhecidos os fatos relevantes.

A “crise” dos ovos contaminados iniciou-se a 20 de julho, quando a Bélgica alertou as autoridades comunitárias de que tinha detetado ovos contaminados.

Oito dias depois, a Holanda lançou um alerta alimentar por suspeita de contaminação, mas foi só a 3 de agosto é que as autoridades holandesas advertiram de que, em alguns lotes de ovos, a quantidade do pesticida era superior aos limites e poderia representar um perigo para a saúde dos consumidores.



+ Acessadas



 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 
 
© 2011 Jornal Mundo Lusíada - RVR PROMOÇÕES E PUBLICIDADE LTDA. Todos os direitos reservados.
Assine - Fale Conosco - Publicidade