Festival Fartura de volta a Lisboa com sabores do Ceará, Minas Gerais e Pará

Da Redação
Com Lusa

A plataforma Fartura volta a Portugal para mostrar a cozinha brasileira, mas também para “compreender cada vez melhor a cozinha portuguesa e onde as duas cozinhas se encontram”, nas palavras da curadora do Festival Fartura de 2019, Luiza Fecarotta​.

Três chefs brasileiros – Flávio Trombino (de Minas Gerais), Paulo Anijar (Pará) e Marina Araújo (Ceará) – são as caras do festival, que decorre de 14 a 17 de Novembro no Espelho de Água, em Lisboa.

“O Fartura apresenta um formato novo na edição deste ano. Para além das apresentações dos três chefs ao almoço e jantar no sábado, e num almoço no domingo, vamos fazer uma exposição de fotografia no espaço Espelho de Água, em que vamos dar a conhecer várias expedições realizadas pela plataforma Fartura até agora, incluindo a que fizemos em Portugal”, disse Luiza Fecarotta à Lusa.

O festival começou esta quinta-feira com uma “mesa de conversa” aberta ao público, dedicada aos “elos de ligação entre as gastronomias brasileira e portuguesa”, com a presença de Teresa Vivas, consultora da AHRESP – Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal, e dos chefs João Lima, de Portugal, e os brasileiros Flávio Trombino e Marina Araújo.

O Projeto Fartura, liderado pelo empresário Rodrigo Ferraz, é uma plataforma de pesquisa das raízes e cadeia produtiva da gastronomia brasileira, que realizou já expedições em várias regiões do Brasil e de Portugal que lhe permitiram construir um “banco de dados que serve para alimentar livros, programas de televisão e rádio, documentários, e festivais”, explicou Fecarotta.

Os vídeos produzidos pelo Projeto Fartura já receberam prêmios. As distinções mais recentes foram Best South American Film e People”s Choice Awards na categoria Documentários, no Festival ART&TUR, com o vídeo O Mestre da Farinha, entregue em 25 de Outubro em Lisboa.

“Há três anos iniciamos uma interlocução com Portugal, em homenagem às nossas origens. Queremos estar em Portugal, mostrar a cozinha brasileira, e tentar compreender cada vez melhor a cozinha portuguesa e onde as duas cozinhas se encontram”, concluiu a curadora do festival.

SERVIÇO

16/11, 13h: Almoço com o chef Flávio Trombino, chef do Xapuri, tradicional restaurante mineiro de Belo Horizonte fundado pela sua mãe há três décadas.

16/11, 20h: Jantar com o chef Paulo Anijar com um jantar típico da sua cidade, Belém do Pará. Inspirações: a floresta amazônica, a “cultura indígena, o regionalismo, as raízes, as plantas e os peixes”

17/11, 13h: Almoço com a chef Marina Araújo, vencedora de um programa de culinária, Que Seja Doce do canal GNT, foi chef em Portugal do Club Life e lidera o Projeto Cumbuca, que “busca as tradições e receitas de doces típicos do Ceará”.

Em paralelo:
14 a 17/11: Mostra audiovisual “Fartura – Da Origem ao Prato”, as expedições gastronômicas por todos os estados brasileiros e Portugal.

Reservas: tel. 213 010 510, [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend