AEP: Morreu “um dos maiores empresários portugueses das últimas décadas”

Da Redação
Com Lusa

A Associação Empresarial de Portugal (AEP) lamentou a morte de Alexandre Soares dos Santos, afirmando tratar-se de “um dos maiores empresários portugueses das últimas décadas”, sendo uma “referência incontornável” para os empreendedores.

“Nesta última homenagem, a AEP recorda a figura de grande relevância de um dos maiores empresários portugueses das últimas décadas, uma referência incontornável para muitas gerações de empreendedores portugueses e estrangeiros”, refere a associação em comunicado à imprensa.

Alexandre Soares dos Santos, antigo presidente da Jerónimo Martins (JM), morreu na sexta-feira, aos 84 anos.

De acordo com a AEP, o trabalho de Alexandre Soares dos Santos impulsionou ainda a “Jerónimos Martins para um reconhecimento que muito tem contribuído para a afirmação de Portugal no exterior”.

A AEP realça também o contributo de Alexandre Soares dos Santos na vida social e cultural portuguesa, através do trabalho desenvolvido na Fundação Francisco Manuel dos Santos.

Elísio Alexandre Soares dos Santos nasceu no Porto em 1934, começando a carreira profissional em 1957 na Unilever e depois, até 1967, foi diretor de marketing da Unilever Brasil, entrando no ano seguinte para o conselho de administração da JM como administrador-delegado, cargo que acumulou com o de representante na ‘joint-venture’ com a Unilever.

Em fevereiro de 1996 passou para a presidência do conselho de administração da JM, cargo que ocupou até abril de 2003, quando passou a presidente não executivo (‘chairman’), até 18 de dezembro de 2013.

Em 2009, Alexandre Soares dos Santos criou a Fundação Francisco Manuel dos Santos, que gere o portal “Pordata”, Base de Dados do Portugal Contemporâneo, e lançou uma coleção de livros de ensaio, a preços reduzidos, sobre temas da atualidade.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, condecorou-o, em abril de 2017, com a Grã-Cruz da Ordem do Mérito Empresarial.

Voto de pesar

O grupo parlamentar do CDS-PP apresentou hoje na Assembleia da República um voto de pesar para evocar Alexandre Soares dos Santos como “um dos empresários mais emblemáticos nos últimos 50 anos em Portugal”.

O voto de pesar que deu hoje entrada na Assembleia da República aponta que, “reconhecido pela sua forte personalidade e pela presença marcante que não deixava ninguém indiferente, Alexandre Soares dos Santos foi um dos empresários mais emblemáticos nos últimos 50 anos em Portugal”.

O CDS-PP lembra o percurso do empresário nascido no Porto e que em 2009 criou “a Fundação Francisco Manuel dos Santos, em honra do seu avô, a forma escolhida por si e pela sua família para estudar os grandes problemas nacionais e levá-los ao conhecimento da sociedade civil”.

Com esta fundação, os centristas consideram que Soares dos Santos “revelou a sua preocupação para com o futuro de Portugal, bem como evidenciou um enorme espírito de serviço público e apoio social que muito contribuiu para o desenvolvimento” do país.

“Desde cedo teve um papel relevante na economia, na sociedade e na cultura portuguesas” e enquanto mecenas, o antigo presidente da JM foi “alguém que levou a sério a responsabilidade social do empresário” , refere o voto de pesar.

“O seu esforço, juntamente com o de todos os trabalhadores do seu grupo, contribuíram muito para a economia portuguesa que ficará para sempre com a sua marca indelével, e o país com a herança de um dos grandes grupos empresariais nacionais”, sublinha o CDS-PP.

O voto de pesar ” lamenta o desaparecimento de Alexandre Soares dos Santos e apresenta as mais sentidas condolências à família, amigos e trabalhadores, reconhecendo a importância do seu legado para economia nacional”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend