Prato português será incluído no cardápio de restaurante popular de BH

A receita da Sopa de Pedra foi ensinada aos cozinheiros mineiros pelo chef Vítor Sobral. Restaurantes públicos da capital de Minas Gerais servem cerca de 12 mil refeições por dia.

De Portugal Digital

Ainda este mês, a sopa de pedra, iguaria da culinária portuguesa, integrará o menu dos restaurantes populares de Belo Horizonte. A receita foi repassada aos cozinheiros mineiros pelo chef Vítor Sobral que esteve na cidade na semana passada participando do 3º Encontro Internacional de Chefs, promovido pela Associação Brasileira dos Bares e Restaurantes (Abrasel).

Vítor Sobral passou a manhã numa oficina com 12 cozinheiros das duas unidades dos restaurantes públicos da capital de Minas Gerais, que servem cerca de 12 mil refeições por dia, a preços módicos. Segundo o presidente da Abrasel-MG, Paulo Nonaka, o curso possibilitou mostrar aos cozinheiros que não é preciso ingredientes caros e sofisticados para fazer um prato gostoso. Segundo o chef Vitor Sobral, a culinária não precisa ser sofisticada e é importante valorizar o conhecimento simples do cotidiano.

A receita do prato escolhido por ele surgiu da lenda de que padres franciscanos muito pobres percorriam as casas em Portugal solicitando a doação de alimentos. Para sensibilizar os moradores, eles diziam que tinham apenas pedras como ingrediente para a sopa. Com esse argumento acabavam conseguindo vários tipos de alimentos que iam formar um prato substancioso e saboroso.

Tanto em Portugal quanto nas principais capitais européias, o nome de Vitor Sobral sempre surge ligado a uma idéia de modernização da cozinha portuguesa, mantendo os mais genuínos sabores de Portugal, país considerado com uma das mais ricas culinárias do planeta.

Sopa de Pedra Ingredientes:

1/2 quilo de feijão roxo 1 kg de orelha e cabeça de porco 200 grs de costelinha 250 grs de carne de boi para cozinhar 100 grs de toucinho 1 chouriço 1 lingüiça defumada 1 repolho 400 grs de batatas 2 cenouras 2 cebolas 2 dentes de alho sal a gosto hortelã e coentros (opcional)

Modo de preparo De véspera, raspar e limpar bem a orelha e a cabeça de porco. Salgá-las juntamente com a costelinha e colocar o feijão de molho. No dia seguinte, lavar as carnes e os embutidos e cozinhar com água e sal.

Cozinhar também o feijão. Na medida em que as carnes forem cozinhando, retirar as que já estiverem cozidas para que não despedacem, já que a carne de porco cozinha mais rápido do que a de boi, assim como os embutidos. Depois que retirar as carnes, juntar, cortados em pedaços, a couve, as cenouras, a cebola, alho e, algum tempo depois, as batatas, também em pedaços.

Escorrer o feijão e separar duas conchas, que deverão ser passadas no espremedor. Quando os legumes estiverem cozidos, juntar o feijão inteiro e o processado. Ferver e verificar se o sal está a gosto.

Cortar a carne de porco e de boi em cubos, os embutidos em rodelas e o toucinho em fatias. Colocar as carnes na panela e, logo que ferver, acrescentar os embutidos e o toucinho. Se for utilizar o coentro, cozinhá-lo junto com os legumes.

Já a hortelã deve ser juntada quando cozinhar os embutidos. Para enfeitar, colocar em cada prato uma pedra redonda previamente lavada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Send this to a friend