Daslu é multada em R$ 236 milhões por sonegação fiscal

Representantes da loja alegaram que a multa é relativa à Multiport, uma empresa ligada ao grupo, e não à Daslu. O Ministério da Fazenda, porém, considera que a Daslu é responsável pelas dívidas da Multiport. O quadro de sócios nos registros das duas empresas é o mesmo. Além de sonegação de tributos alfandegários, a Daslu também pode ser multada por sonegação de outros impostos sobre a circulação de mercadorias, como o ICM-S. Grupo português, proprietário do imóvel, diz que prédio está à venda.

O grupo português Ergi, proprietário do imóvel onde a Daslu está sediada, revelou em notícia publicada pelo jornal Folha de São Paulo que o terreno de 60 mil m², na zona sul de São Paulo está em negociação. Segundo a Ergi, várias construtoras os procuraram interessadas na compra do imóvel.

Já as construtoras garantem que ocorre o contrário, o grupo Ergi é que estaria fazendo propostas para venda, interessado em encontrar um comprador. Uma das construtoras que teria recebido e estaria analisando a proposta é a Cyrela. Segundo a reportagem da Folha, a Deslu, em 18 meses no local, não pagou sequer um mês de aluguel (de R$ 1.8 milhão). A proprietária Eliana Tranchesi deve aproximadamente R$ 32 milhões ao grupo português.

Quem adquirir a Daslu leva no pacote as dívidas e todas as pendências tributárias da loja com a Receita Federal e com a Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo. Conforme reportagem da Folha, os autos de infração já ultrapassam os R$ 500 milhões. Fraudes nas importações e sonegação fiscal são as principais suspeitas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend