Câmara aprova adição de mandioca no pão

De acordo com o presidente do SIPAN (Sindicato das Indústrias de Panificação e Confeitaria do ABC), Antonio Carlos Henriques, foi acordado que este tipo de produto terá a quantidade de mandioca exigida para o consumo dos produtos apenas comprados pelo governo, não sendo uma obrigatoriedade para o setor, e sim facultativo. “Nós conseguimos, através de uma reunião que fizemos, chegar a um consenso entre os políticos da comissão e o setor mandioqueiro, que nem o setor de panificação, nem setor de massa, e nem o setor de biscoitos vão ter obrigatoriedade em colocar mandioca nos seus produtos”.

Segundo Henriques, a medida não facilitaria seu trabalho. “Para nós não tinha como colocarmos a raspa de mandioca no pão. Para nós foi muito importante que conseguimos tirar a obrigatoriedade”. O acordo junto à comissão do Projeto de Lei 4.679, em Brasília, abre caminho para um novo mercado. “Para a merenda escolar, o exército, os hospitais podem comprar esse produto e talvez até consigamos um novo mercado. Então acho que foi importante por isso”. Ainda foi positivo para os produtores de mandioca. De acordo com o presidente da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva da Mandioca, João Pasquini, a medida vai beneficiar os pequenos agricultores, divulgou o jornal O Globo.

“Nós agradecemos muito ao apoio político em Brasília através do nosso presidente Paulo Skaf. Foi ele uma das peças importantes para que pudéssemos costurar esse acordo junto a essa comissão especial que foi feita”, comenta Henriques. Após a aprovação do Senado, começa a regulamentação que o setor de panificação quer “estar presente para que não tenhamos nenhuma surpresa” diz o presidente do SIPAN.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend