Escritora portuguesa apresenta o primeiro volume da sua trilogia em SP

Mundo Lusíada

A escritora portuguesa Ana Filomena Amaral estará no Brasil para apresentar a sua obra literária, com destaque para o seu último romance “O Diretor”, o primeiro volume da trilogia “Mãe Nossa”, dedicada à Terra e aos problemas ambientais.

A primeira sessão decorre no dia 27 de março a partir das 19h, na Casa de Portugal de São Paulo, onde a autora dará uma palestra com o tema “A literatura em palavras de Terra, Água, Ar e Fogo”. O livro será apresentado pela autora e pesquisadora Sonia Freitas.

E no dia 3 de abril estará também em Santos, para o lançamento na sede social do Centro Cultural Português (Av. Ana Costa) a partir das 17h30, seguido de um bate-papo com a autora.

Ana Filomena Amaral é também a promotora do Festival Literário Internacional do Interior, FLII, que acontece de 15 a 19 de junho em Coimbra.

Um total de 22 escritores nacionais e estrangeiros, incluindo o chileno Luís Sepúlveda e a ativista dos direitos humanos libanesa Joumana Haddad, estão confirmados para o Festival em Lousã.

Também os brasileiros Sónia Freitas e José Mauro Brant participam do evento, com Inês Pedrosa, Dulce Carvalho, Nuno Júdice, Clara Pinto Correia, Maria Antónia Palla, Jacinto Lucas Pires e João Tordo.

O seu livro “O Diretor” terá edição portuguesa este ano, lançada no festival, evento que conta já com parcerias com festivais congêneres, entre eles o Fli Araxá, do Brasil.

Livro

O enredo de “O Diretor” parte do épico sumério de Gilgamesh, adaptando-o à realidade atual. São abordados problemas contemporâneos, desde a destruição dos oceanos ao genocídio dos armênios, à corrupção ao mais alto nível e à ganância predadora que ameaça o planeta, passando pela situação dos refugiados sírios, na perspectiva do que a Humanidade quer para o futuro e de que forma está a comprometê-lo.

Ana Filomena Leite Amaral é mestre em História Econômica e Social Contemporânea pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, com pós-graduação em Ciências Documentais/Biblioteconomia, e uma larga experiência como intérprete e tradutora de várias línguas europeias, especialmente a alemã.

Foi professora e técnica superior do Ministério da Educação. Celebrou em 2014, 25 anos de escrita literária, com o seu último romance “O Cassador de Muros”, um “alerta para os muros que roubaram o futuro de gerações”.

Em agosto de 2015, com o conto “Mulheres de água”, Ana Filomena Amaral venceu o Prêmio Internacional de Contos “Cidade de Araçatuba”, no interior de São Paulo.

É autora de 11 livros, entre ficção e investigação histórica. Publicou recentemente nos Estados Unidos o “Vaulted Home. Those who cheated death”, versão em Inglês do romance “A Casa da Sorte”.

Também lançou em 1999 a monografia histórica “Avintes na margem esquerda do Douro” e, “Góis entre o rio e a montanha” (1997).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend