Rio de Janeiro e Viana do Castelo, as cidades irmãs

Por Igor Lopes
Para Mundo Lusíada

As cidades do Rio de Janeiro e de Viana do Castelo, na região do Minho, em Portugal, estão agora geminadas, após evento no último dia 16 de março, na Casa do Minho do Rio, na Zona Sul carioca. A iniciativa de unir protocolarmente as duas cidades aconteceu pelas mãos da vereadora portuguesa, Teresa Bergher, eleita e em atividade na Câmara Municipal do Rio de Janeiro. Esta responsável decidiu promover a geminação após sugestão de Agostinho dos Santos, presidente da instituição minhota na cidade maravilhosa.
Dezenas de pessoas estiveram presentes no salão nobre da Casa do Minho, incluindo autoridades portuguesas e brasileiras e membros da comunidade luso-brasileira. Na plateia, dentre outros nomes, estavam o Cônsul-Geral de Portugal no Rio, Jaime Leitão, e Valdemar Cunha, presidente da Fundação Santoinho, em Portugal, além de José Maria Costa, presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo.
“Participar deste evento é um enorme privilegio. Quando recebi a notícia da geminação fiquei muito satisfeito. Todos sabem que o Rio é uma cidade icônica. Viana do Castelo também é uma grande cidade, com uma grande cultura e com uma grande identidade. Viana tem os seus atributos. É a cidade mais bonita e Portugal, mas sei que sou suspeito para falar sobre isso”, comenta José Maria Costa, que acredita que a ligação entre as duas cidades irá abrir várias frentes de ação e de cooperação.
“Essa geminação tem um significado muito importante. Vem aproximar dois povos e vem contribuir para que haja maior cooperação, mais entendimento e também mais capacidade de nos unirmos em torno de um objetivo comum. Isso pode ajudar nas condições de vida dos nossos cidadãos”, sublinha Costa, que está ciente da responsabilidade que terá com essa iniciativa do governo carioca.
“Agora, compete-nos, enquanto políticos, dar continuidade ao marco simbólico, concretizando ações, projetos e cooperações para o futuro. E é isso que Viana do Castelo vai fazer”, conta o político português, que aproveitou a oportunidade para elogiar a instituição minhota no Rio.
“A Casa do Minho é um exemplo grandioso, pois é uma instituição que está ao serviço das pessoas e da cultura portuguesa. Temos, igualmente, enorme orgulho nas casas regionais que existem por toda parte do mundo na nossa diáspora. Tenho feito visitas frequentes a todas as nossas casas pelo mundo. Hoje, há um entendimento da nossa comunidade de que essas instituições têm preservado a nossa cultura, identidade e autenticidade. Acho que Portugal tem uma noção diferente de que essas casas são verdadeiros embaixadores do nosso País. A Casa do Minho faz esse esforço diariamente para manter a cultura portuguesa, renovando-se sempre”, comentou o vianense.
Por sua vez, a vereadora Teresa Bergher foi enfática ao defender que a geminação dará nova dinâmica às relações entre as duas cidades. “Tornar duas cidades tão lindas irmãs é um orgulho. Não preciso descrever o Rio de Janeiro e Viana do Castela é também uma cidade belíssima. Acho que a geminação entre as duas cidades vai se fortificar a cada dia. Vamos estabelecer parcerias e convívios entre as duas cidades”, avalia Bergher.
Anfitrião do evento, Agostinho dos Santos não escondeu a felicidade de vivenciar o momento de ligação entre as duas cidades, ainda mais quando tem parte da família vivendo em Viana.
“Vejo esta geminação com bons olhos e com muito carinho. Viana é uma das cidades mais lindas do mundo, assim como o Rio. Essas duas metrópoles são parecidas nas suas festividades. Tem tudo para dar certo”, realça o responsável pela Casa do Minho.
Agostinho dos Santos divulgou também que vai criar um espaço na instituição que gere para distribuição de material sobre o Minho e sobre Viana do Castelo, além de prestar informações sobre essa região portuguesa.
“No meu coração, Viana e Rio já estavam geminadas há muito tempo. Tenho a minha filha morando lá. Quando estou em Viana, estou em casa. Adoro aquela cidade”, finaliza Agostinho.
A cerimônia de geminação estava marcada para ocorrer na Câmara Municipal do Rio, mas foi transferida, na última hora, para as instalações da Casa do Minho em virtude do luto oficial decretado pelo governo do Rio após o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL).

“É bom viver em Viana do Castelo!”
Viana do Castelo é a cidade atlântica mais ao Norte de Portugal, situando-se a cerca de 25 minutos do aeroporto internacional do Porto. Tem cerca de 40 mil habitantes, segundo dados do governo português. Viana é sede de um município subdividido em 27 freguesias.
O ponto alto das festas tradicionais é a “Romaria de Nossa Senhora da Agonia”, no mês de agosto. A procissão ao mar e as ruas da Ribeira, enfeitadas com tapetes florais, são testemunhos da devoção religiosa do povo vianense. A etnografia tem o seu espaço no desfile e na “Festa do Traje Etnográfico”, onde podem ser admirados os antigos trajes femininos, adornados com as típicas filigranas da Póvoa de Lanhoso.
A riqueza inigualável da etnografia vianense, que faz da cidade a capital do folclore português, a originalidade e funcionalidade do seu artesanato, com especial relevo para a louça e os bordados, a animação cultural, são outros atributos que fazem de Viana do Castelo uma cidade atrativa. O lema do governo local é: “É bom viver em Viana do Castelo!”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Send this to a friend