Apenas o Braga sobrevive na Taça UEFA

Nesta 5a feira aconteceu a segunda mão das eliminatórias da Taça UEFA, que contava com 3 portugueses. A missão mais difícil era do time de Setúbal, que derrotado em casa por 3×0 no primeiro jogo, precisaria reverter o placar na Holanda, contra o Heerenveen. Mas não foi possível, e embora tenha empatado sem abertura de contagem, o V.Setúbal foi eliminado da competição. 

Já o Nacional da Madeira, derrotado fora pela contagem mínima no primeiro jogo, precisaria fazer no mínimo o mesmo placar contra o Rapid Bucarest, para levar o jogo para a prorrogação. E foi justamente o que aconteceu, através do gol solitário de Juliano aos 29 minutos. Mas na prorrogação os madeirenses não tiveram fôlego e sucumbiram para o melhor futebol e preparo físico dos romenos, que ainda fizeram dois gols, sendo um através de Rada no primeiro minuto da prorrogação e o outro por Burdujan aos 11 minutos, e que deu números finais ao placar, decretando a eliminação de mais um time português da competição. 

Por fim o Braga, que venceu o Chievo Verona em casa por 2×0 no primeiro jogo, poderia até levar um gol, que mesmo assim evoluiria na competição. Mas os italianos do Verona devolveram o placar, levando também esta partida para a prorrogação. Aqui porém, prevaleceu a raça do time português, com Wender fazendo o gol que deu ao Braga o passaporte para a próxima fase, aos 14 minutos do primeiro tempo da prorrogação.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: