Com show de Cristiano Ronaldo, Portugal empata 3-3 com a Espanha

Mundo Lusíada
Com Lusa

A seleção portuguesa de futebol, com três gols de Cristiano Ronaldo, empatou em 3 a 3 com a Espanha, em encontro da primeira jornada do Grupo B, disputado em Sochi, na Rússia.

O capitão da seleção lusa, que se tornou o quarto jogador da história a marcar em quatro mundiais, faturou aos quatro minutos, de grande penalidade, aos 44, com a ajuda de um ‘frango’ de De Gea, e aos 88, na transformação perfeita de um livre direto.

Por seu lado, Diego Costa, aos 24 e 55 minutos, e Nacho, aos 58, faturaram para os espanhóis, que repartem o segundo lugar do agrupamento com Portugal, com um ponto, a dois do líder Irã, do técnico português Carlos Queiroz, que bateu Marrocos por 1-0.

Para final

O Presidente português considerou que o empate na estreia no Mundial da Rússia foi “um milagre muito motivador” para Portugal, que agora tem “todas as condições para poder ir até ao fim”.

No final do jogo, a que assistiu no Terreiro do Paço, em Lisboa, Marcelo Rebelo de Sousa declarou aos jornalistas que “um empate assim tem um sabor a vitória” e destacou a prestação de Cristiano Ronaldo, que marcou os três gols da seleção portuguesa: “ter o melhor do mundo fez a diferença”.

“Ronaldo, Ronaldo, Ronaldo, foi três vezes o melhor. Ao virarmos esse resultado no fim do jogo, dá uma confiança enorme para Moscou, onde lá estarei”, disse.

Questionado sobre o que dirá à equipe antes desse jogo em Moscou contra Marrocos, no dia 20, o chefe de Estado adiantou: “Quando chegar lá eu vou dizer que, tendo empatado com a Espanha, que é uma das grandes equipes, temos todas as condições para poder ir até ao fim. Todas as condições”.

Já o primeiro-ministro assistiu ao empate de Portugal com Espanha nos Estados Unidos, num ambiente frenético com mil portugueses, e no final, visivelmente satisfeito, elogiou esta seleção nacional que não desiste. Em uma semana de visitas, Antonio Costa ofereceu ao Sport Club Português de Newark uma camisa da seleção portuguesa assinada por todos os jogadores e, durante o período do intervalo da partida, assinou o livro de honra desta associação com 98 anos de existência.

Uma cena que se repetiu em diversas comunidades portuguesas pelo mundo, que se reuniram para assistir a partida e também ovacionaram o craque português, melhor jogador do mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend