Ano Novo

Cada um de nós pode e deve sonhar com um mundo melhor. Dessa forma estaremos engrossando as fileiras daqueles que ainda têm uma tênue esperança de que as pessoas possam mudar um dia.

Portas, por Francisco Seixas da Costa

Paulo Portas é um dos mais talentosos políticos portugueses. Goste-se ou não da sua forma de estar na vida pública, qualquer opinião independente será forçada a constatar que ele tem sido, ao longo dos anos, um dos grandes “performers” do nosso espetro partidário.

O declínio do império português

Martin Page relata muito bem o desabamento do império português: “D. João III herdou uma enorme Corte, engrossada por aqueles que tinham recebido do pai dele novos títulos de nobreza

Pêro de Covilhã descobre o caminho das Índias

Reinava em Portugal o seu maior Rei, D. João II. Pêro, da cidade de Covilhã, ao pé da Serra da Estrela, dele recebeu a missão de descobrir o caminho marítimo das Índias, mas por terra!

A batalha de Aljubarrota e consolidação do reino

Dois séculos e meio se passaram desde que D. Afonso Henriques, o fundador do reino de Portugal, com a ajuda dos Templários (Segunda Cruzada), conquistara Lisboa, há três séculos em poder dos mouros

Crônica: O escritor não merecia isso

Ferreira de Castro era um menino de Ossela, Oliveira de Azeméis, que ao completar o ensino primário, abalou, em 1911, com doze anos, para o Brasil, em busca de fortuna, a exemplo de muitos portugueses do seu tempo.

Um panorama da literatura brasileira no século XX

Escritores brasileiros do século XX – um testamento crítico (Taubaté-SP: LetraSelvagem, 2013), de Nelly Novaes Coelho (1922), doutora em Letras pela Universidade de São Paulo (USP), reúne estudos e notícias bibliográficas de 81 autores que se destacaram no panorama literário do País

Crônica: Quem envelhece?

Minha trisavó Florinda viu partir para o Brasil todos os filhos, excepto o primogénito. A maioria ficou por lá, outros regressaram. Entre eles, meu bisavô.

As fronteiras entre literatura e religião

A Universidade de Aveiro lançou o terceiro e último volume de Teografias – Literatura e Religião, projeto de investigação financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) do Ministério da Educação e Ciência de Portugal.

A influência árabe na literatura brasileira

Quando os portugueses chegaram a Moçambique, ao final do século XV, algumas cidades já floresciam na chamada contracosta africana, onde os bantos negociavam com outras partes da África, do Oriente Médio e da Índia. A influência árabe nestes portos era forte e o suaili era a língua franca do comércio.

A origem do 7 de Setembro

A atenção da imprensa não tinha sido significativa em 1822, pois o que estava em jogo era o significado histórico das ações de D. Pedro. Assim, o “Grito do Ipiranga”

Uma frota para a CPLP

O governo federal anunciou a compra do navio Siroco, de fabricação francesa, a pretexto de recompor uma lacuna na Marinha do Brasil. Embarcação usada, o Siroco, que deverá ser rebatizado como NAM (Navio Anfíbio Multipropósito) Bahia, terá de passar por um período de manutenção antes de entrar em serviço.

AS GUERRAS DO TURISMO

O atentado de ontem em Bangkok veio chamar uma vez mais a atenção para a imensa fragilidade que sofrem, nos dias de hoje, as economias que têm uma forte dependência das receitas do turismo.

O Vale do Silício e a Escola de Sagres – Mitos da Sustentabilidade

Em Torno do infante D. Henrique congregaram-se os mestres das artes e das ciências ligadas à navegação; a concentração dos sábios da época num determinado lugar possibilitou o mito de Sagres que se tornou na expressão motivadora do começo de uma nova era mundial.

Patranhas que nos ensinam

Sempre ouvira dizer que foi Alexander Graham Bell o inventor do telefone. Assim me ensinaram, assim diziam e assim repetia consciente do meu saber…

Crônica: Liberdade de Opinião

Imitam o que se usa, o que está na moda. Repetem a opinião dominante. Compram o que a publicidade sugere. Viajam para os mesmos destinos e frequentam os mesmos lugares.

Graça Castanho: A União Europeia em ziguezague

Já todos percebemos que a Grécia não está liberta de duras críticas pelos sucessivos incumprimentos. Mas a verdade é que a União Europeia também não tem estado no seu melhor porque é igualmente culpada por esta crise e por muitas outras que pulverizam os estados membros.

CDU: Manifesto contra a venda da TAP

O valor a ser arrecadado pelo governo pela venda dessa grande empresa é irrisório, foi efetuado por uma quantia ínfima, que fere a lógica comercial em qualquer ramo de negócio.

Send this to a friend