RJ tem luto de três dias por vítimas de incêndio no CT do Flamengo

Da redação
Com EBC

O governo do Rio de Janeiro vai decretar luto de três dias em homenagem às vítimas do incêndio que atingiu o Centro de Treinamento do Flamengo, o Ninho do Urubu, em Vargem Grande, na zona oeste da cidade.

“Quero manifestar meu mais profundo pesar por essa tragédia e prestar solidariedade às famílias das vítimas. Que Deus os receba e abençoe”, disse o governador Wilson Witzel.

Witzel determinou uma investigação minuciosa das causas do incêndio e, depois de entrar em contato com a direção do clube, solicitou que o vice-governador, Cláudio Castro, vá ao Centro de Treinamento do Flamengo para acompanhar os trabalhos das equipes do governo.

O secretário estadual de Esportes, Felipe Bornier, foi um dos primeiros representantes do governo a chegar ao local. “Hoje é um momento muito triste, não apenas para o Flamengo, mas para toda a sociedade carioca”, disse o secretário.

Dez atletas morreram e três ficaram feridos, um deles gravemente. Os feridos estão internados nos hospitais Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, e Pedro II, em Santa Cruz. As chamas atingiram o alojamento dos atletas.

O clássico de amanhã, entre Flamengo e Fluminense, foi cancelado. Uma reunião está marcada para esta manhã entre dirigentes dos dois clubes e representantes da televisão detentora dos direitos de transmissão para marcar uma nova data.

“A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro lamenta a tragédia ocorrida no CT do Flamengo e se solidariza com as famílias. A FERJ informa que não vê clima para a realização do Fla-Flu, neste sábado, no Maracanã”, informa em nota.

O presidente do clube, Rodolfo Landin, chegou por volta das 9h30 ao Ninho do Urubu. A bandeira do clube está a meio mastro.

Ex-jogador

Ídolo do Flamengo, Arthur Antunes Coimbra, o Zico, lamentou o incêndio no Centro de Treinamento Ninho do Urubu e pediu apuração. “Que tragédia essa com a base do Flamengo! Que choque receber essa notícia aqui, do outro lado do mundo”, afirmou Zico, que atualmente trabalha no Japão.

Usando sua conta no Facebook, o ex-jogador desejou “que Deus conforte os familiares que perderam seus filhos, netos, irmãos, sobrinhos,enfim parentes”. Formado na base do Flamengo, Zico lembrou o sonho de muitos adolescentes de mudar de vida com o futebol: “Meninos que sonhavam com um futuro e muitos, sem dúvida, em ajudar suas famílias”.

Zico cobrou a apuração do incêndio: “Que se apure tudo, pois uma tragédia como essa não pode passar em branco. Vidas se foram”. Ele desejou que a “nação rubro-negra tenha força e fé para superar este momento”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend