Jornalista Ricardo Boechat morre em queda de helicóptero em São Paulo

Mundo Lusíada
Com EBC

O jornalista Ricardo Boechat, de 66 anos, morreu na queda de um helicóptero no início da tarde desta segunda-feira, em um dos acessos da Rodovia Anhanguera, que liga a capital paulista, ao interior. Segundo o Corpo de Bombeiros, o piloto da aeronave também morreu carbonizado.

Boechat era apresentador do Jornal da Band e da rádio BandNews FM e tinha uma coluna semanal na revista ISTOÉ.

O motorista de um caminhão atingido no acidente foi resgatado pelo serviço da concessionária que administra a via. O fogo no local já foi extinto.

Presidente

Jair Bolsonaro lamentou a morte do jornalista pelas redes sociais: “É com pesar que recebo a triste notícia do falecimento do jornalista Ricardo Boechat, que estava no helicóptero que caiu hoje em SP. Minha solidariedade à família do profissional e colega que sempre tive muito respeito, bem como do piloto. Que Deus console a todos!”.

Também lamentaram a morte de Boechat pelas redes sociais o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, e os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre.

O Palácio do Planalto divulgou a pouco uma nota oficial sobre o falecimento do jornalista. “A Presidência da República expressa seu pesar e condolências em razão do falecimento do jornalista Ricardo Boechat, vitimado em um acidente aéreo neste dia. O país perde um dos principais profissionais da imprensa brasileira. Sentiremos a falta de seu destacado trabalho na informação da população, tendo exercido sua atividade por mais de quatro décadas com dedicação e zelo” diz a nota assinada pelo presidente Jair Bolsonaro.

Comunidade portuguesa

Querido pela comunidade portuguesa de São Paulo, Ricardo Boechat era torcedor da Lusa – Portuguesa de Desportos.

No ano de 2014, ele foi convidado a ser orador das comemorações do Dia do Descobrimento do Brasil e Dia da Comunidade Luso-Brasileira, promovido pelo Conselho da Comunidade Luso-Brasileira de SP.

Na altura, Boechat relatou a experiência que teve com portugueses que o ajudaram muito em sua vida. E surpreendeu ao público após o seu pronunciamento, quando tirou a camisa social e mostrou que estava vestido com sua camisa rubro-verde.

São várias as mensagens que integrantes da comunidade luso-brasileira homenageiam o jornalista no dia de hoje:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend