Diretoria do FMI considera “impressionante” a recuperação da economia portuguesa

Da Redação
Com Lusa

A diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, considerou “impressionante” a recuperação da economia portuguesa ao longo dos últimos anos, salientando a capacidade de pagamento do empréstimo internacional contraído em 2011.

Christine Lagarde falava aos jornalistas no final de um encontro com o primeiro-ministro, António Costa, e com o presidente do Eurogrupo e ministro das Finanças, Mário Centeno, durante o Fórum Económico Mundial, que decorre até sexta-feira em Davos, na Suíça.

“Estou muito satisfeita depois desta reunião com o primeiro-ministro de Portugal e com o seu ministro das Finanças. O FMI tem uma longa e amigável tradição de relação com Portugal”, disse, antes de se referir ao pagamento feito dia 24 pelo Estado português de mais uma tranche (no valor de 800 milhões de euros) do empréstimo que contraiu em 2011.

Com o pagamento desta tranche ficam a faltar a Portugal pagar cerca de 4,5 mil milhões de euros do total do empréstimo, mas, agora, a uma taxa de juro mais reduzida, que rondará um por cento.

“Congratulo-me que Portugal, graças à melhoria da sua situação econômica, tenha hoje antecipado o último reembolso do empréstimo contraído com sobretaxa de juro. Há uma determinação coletiva do povo português, que é muito impressionante”, observou.

Questionada se essa melhoria da situação econômica de Portugal constituiu uma surpresa para o FMI, Christine Lagarde admitiu que “em certa medida sim”, sobretudo em termos de ritmo de progresso.

“Este desenvolvimento que estamos a observar em certa medida sim, mas o percurso econômico do país tem sido sempre acompanhado com bons resultados. É uma muito boa novidade”, acrescentou.

Depois, numa nota emitida em inglês sobre a reunião com António Costa e Mário Centeno, é adiantado que a diretora-geral do FMI nesse encontro teve a oportunidade de felicitar o ministro das Finanças português pela sua eleição para a presidência do Eurogrupo.

“Portugal é um excelente exemplo de um país que se comprometeu a transformar a sua economia e agora está colhendo os benefícios sob a forma de um crescimento renovado, queda do desemprego, acesso sustentado ao mercado”, lê-se na nota da diretora-geral do FMI.

É ainda referido que, durante a reunião, Lagarde “encorajou” os dois responsáveis do Governo português “a continuar este caminho positivo para Portugal”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend