Câmara Brasil Portugal no Ceará cria delegação em Lisboa

Miguel Costa Manso é CEO da Adittive Tecnologia, empresa com atuação em Portugal e no Brasil, e sedes nas cidades de Lisboa e Fortaleza, aceitou o convite “com muito orgulho e com total consciência da responsabilidade inerente”.

Expressão “país irmão” é ultrapassada, diz secretario de Estado do Turismo

Em representação ao ministro Paulo Portas, o Secretário de Estado do Turismo, Adolfo Mesquita Nunes falou sobre a incrementação das relações bilaterais entre Brasil e Portugal na área do turismo. “O turismo de brasileiros em Portugal tem crescido mais, e o turismo em Portugal é das áreas que mais tem crescido, todos os anos recebemos mais turistas”.

BNDES poderá financiar empresas brasileiras em programa de privatização do governo de Portugal

O governo federal vai lançar um edital para pesquisa e cooperação entre Brasil e Portugal na área de nanotecnologia, segundo o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, em entrevista à imprensa, ao chegar à capital portuguesa. Mercadante informou que também está sendo preparado um edital para cooperação técnica nas áreas de biotecnologia e tecnologia de informação e comunicação.

Dilma em Lisboa: Empresários portugueses querem estreitar aproximação com o Brasil

Formam a comitiva presidencial os ministros Antonio Patriota, das Relações Exteriores, Fernando Pimentel, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Aloizio Mercadante, da Educação, e Helena Chagas, da Secretaria de Comunicação Social, além do assessor especial da Presidência da República para Assuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia.

Depois do Rio, São Paulo recebe Mostra do Imobiliário de Portugal no Brasil com preços acessíveis

Organização tem principal público-alvo os investidores brasileiros e a comunidade luso descendente, oferecendo imóveis com localização privilegiada e preços acessíveis devido à crise econômica. “Comparando com as áreas mais nobres de São Paulo, os visitantes da mostra podem encontrar imóveis similares até pela metade do preço”.

Portugal propõe parceria estratégica com o Brasil

O vice-presidente brasileiro, Michel Temer, recebeu em 22 de maio o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, em Brasília, que propôs uma parceria estratégica na área econômica e de negócios entre os dois países. Apesar dos impactos da crise econômica internacional na Europa, o ministro acredita que Portugal vai retomar o crescimento num futuro próximo. “Não há como sair da crise sem desenvolvimento econômico”, disse Portas ao vice-presidente.

Portugal e Brasil assinam acordo para criação de rede empresarial lusófona

Da parte portuguesa, o protocolo foi assinado em 23 de abril pela Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Econômico e para a Cooperação (Elo) e pela Associação Industrial Portuguesa, enquanto do lado brasileiro a formalização foi feita pela Federação das Câmaras Portuguesas de Comércio no Brasil.

Brasil facilita exportações de fruta portuguesa

Este poderá ser um passo importante para a economia portuguesa, tendo em conta que a venda de fruta para o exterior já atingiu os 40 milhões de euros, valor que supera os 29 milhões de euros na comercialização internacional de vinho.

Troika: Governo português precisa solucionar buraco orçamentário

Os técnicos da Troika – formada pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), Banco Central Europeu (BCE) e pela Comissão Europeia (CE) – estiveram na sede do Ministério das Finanças em Lisboa para saber que medidas o governo vai tomar para cobrir 1,326 bilhão de euros de gastos não previstos no Orçamento do Estado 2013, considerado parcialmente ilegal pelo Tribunal Constitucional.

PIB de Portugal cai 3,2%, o segundo pior resultado desde a Revolução dos Cravos

Conforme a série estatística sobre o PIB, os indicadores anual e trimestral de Portugal desde a Revolução dos Cravos, em 1974, só estiveram pior em 1975, quando o PIB caiu 5,1%, e no 1º trimestre de 2009, que registrou queda de 4,1%, no esteio da crise financeira internacional que teve o auge em setembro de 2008.

FMI confirma previsões de recessão profunda em 2013

O governo também anunciou que o corte de 4 bilhões de euros nas despesas do Estado, que inicialmente seria feito em dois anos (2013 e 2014), irá até 2015. Neste ano, o governo promete economizar 500 milhões de euros com o enxugamento de despesas administrativas e o programa de rescisões por mútuo acordo, a ser negociado com sindicatos, o que pode elevar as despesas públicas por causa do pagamento de indenizações.

Estado português vende BPN Cabo Verde por 30 milhões de euros

O Governo português acordou a venda da filial cabo-verdiana do Banco Português de Negócios (BPN) por 30 milhões de euros, tendo a aquisição, por parte do angolano BIC, sido assinada em 12 de março, segundo informou o Ministério das Finanças.