Turismo permite criar emprego e evitar emigração de jovens

Mundo Lusíada

“Queremos que o turismo continue a contribuir para aumentar a riqueza do País”, afirmou a Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, esta semana durante o fórum do Turismo de Cascais.

A Secretária de Estado sublinhou que o Turismo permite “criar emprego e evitar que os jovens tenham de emigrar”, assinalando que são vários os desafios que existem pela frente.

Ana Mendes Godinho sublinhou que Portugal “deve estar orgulhoso da qualidade da sua oferta turística e dos resultados alcançados”, mas reiterou a importância de manter o trabalho.

O Governo tem o objetivo de fazer de Portugal “o maior e mais inovador” país no turismo, bem como um destino econômico e ambientalmente sustentável.

A Secretária de Estado referiu ainda a necessidade de continuar a haver investimento e qualificação dos recursos humanos para fazer de Portugal “um exemplo disseminador de inovação”.

A procura turística em Portugal tem crescido mais nos destinos menos tradicionais, como o Centro, Açores ou Alentejo. Ana Mendes Godinho reiterou que os destinos que já estão consolidados “precisam que haja um derramamento de turistas ao longo de todo o território”.

“Está em causa a sua própria sustentabilidade”, defendeu.

Projetos

Ana Mendes Godinho também afirmou que o Governo vai lançar um incentivo, no valor de 25 milhões de euros, para promover projetos turísticos ou com interesse turístico nas regiões de baixa densidade.

Na comissão parlamentar de Economia, Inovação e Obras Públicas, a Secretária de Estado referiu que o objetivo do concurso, lançado em 11 de maio, é “aliviar o esforço dos empresários com a aquisição do ativo patrimonial”.

Ana Mendes Godinho disse que estão em curso 43 investimentos em empreendimentos turísticos nas regiões de baixa densidade e que este incentivo poderá abrir espaço para 20 novos investimentos.

De acordo com a Secretária de Estado, quem quiser explorar uma casa numa aldeia pode colocá-la num fundo imobiliário, que a compra, e fica depois a cobrar uma renda do promotor.

Ana Mendes Godinho afirmou também que um dos desafios do turismo em Portugal será “conseguir reter talento” ao nível dos recursos humanos e a capacidade para planejar a formação de forma estratégica e estruturada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend