Mais de 13 mil brasileiros foram repatriados com a pandemia do coronavírus

Mundo Lusíada

Segundo o Secretário de Relações Internacionais da Câmara dos Deputados, Alex Manente (Cidadania-SP), ainda existem mais de 5 mil brasileiros no exterior cadastrados para serem repatriados em função da pandemia de coronavírus. Em contato permanente com o Itamaraty, o deputado contou no dia 17 que já foram trazidos cerca de 13 mil brasileiros.

Alex Manente explicou que a prioridade foi dada para aqueles que estavam em viagens temporárias no exterior, como os turistas.

“Muitos deles não tinham a necessidade de voltar ou estavam morando, estudando, tinham visto e decidiram voltar. Diferente daqueles que estavam em viagens e aí tiveram muito mais dificuldades porque o dinheiro acabou, não tinham onde ficar, onde comer. E obviamente foi essa a prioridade, de trazer de volta para cá para não ter nenhuma sequela das pessoas que não tinham condições de ficar em outros países”, disse.

Para Alex Manente, dependendo do tempo que durar o confinamento em alguns países, é provável que mais brasileiros peçam auxílio para voltar, segundo informou a Agencia Câmara.

“Eu creio que, dependendo do prazo da pandemia, é natural que nós tenhamos um aumento das pessoas que esgotam o período que iriam estudar, que não têm mais no intercâmbio onde ficar, as hospedagens. Então naturalmente, com o passar do tempo, com a evolução do confinamento com a pandemia, nós teremos mais brasileiros necessitando da repatriação”, observou.

O Itamaraty tem usado voos da Força Aérea Brasileira e voos fretados para trazer os brasileiros, visto que o serviço comercial regular está quase parado.

A maior parte dos brasileiros que ainda aguardam a volta para casa está na Europa, com concentração em Portugal. Mas o governo informou que a operação de repatriação já envolveu brasileiros vindos de quase 90 países.

Em Portugal

Segundo informou o governo, no dia 19 chegou a SP o quarto voo fretado pelo Itamaraty para a repatriação de 303 brasileiros das regiões de Lisboa e Faro, em Portugal. 56 brasileiros foram transportados até o aeroporto de Lisboa em ônibus do Consulado brasileiro em Faro.

Para os brasileiros retidos em Portugal, a Embaixada do Brasil em Lisboa abriu um formulário para assistência aos que tiveram seus voos cancelados. Os cidadãos em condições de emergência em Lisboa podem escrever para o email: [email protected]

Segundo o Consulado-Geral do Brasil em Lisboa, muitos brasileiros residentes habituais em Portugal estão apreensivos com sua permanência no país em razão da deterioração da realidade econômica e dos impactos do combate à pandemia.

“O Consulado está ciente das dificuldades enfrentadas pelos brasileiros e está acompanhando atentamente a evolução desse quadro. Recomenda-se a todos que procurem seguir as orientações das autoridades locais, em especial neste período em que vigora o estado de emergência em Portugal” divulga o órgão.

O Consulado tem trabalhado com as autoridades e divulgado voos extraordinários para retorno de brasileiros, pedindo que consultem as empresas aéreas que ainda estão voando para o país.

Na semana passada, foi dado início ao repatriamento de mais 1.300 brasileiros retidos em Portugal.

A Embaixada do Brasil obteve das autoridades portuguesas autorizações para que a Azul opere mais vôos extraordinários para Viracopos (Campinas) nos dias 17 de abril, 24 de abril, 11 de maio, 18 de maio e 25 de maio de 2020. Anteriormente, já tinha sido aprovados voos para os dias 10 de abril, 1º de maio, 4 de maio e 1º de junho.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: