Galé abre novo hotel no Douro Vinhateiro e espera procura de portugueses e brasileiros

Da Redação
Com Lusa

A aldeia do Marmelal, no Douro Vinhateiro, é o território do novo hotel do Grupo Vila Galé que abre nesta terça-feira com uma componente dedicada ao agroturismo e enoturismo e que conta com investimento de dez milhões de euros.

O Douro Vineyards “abriu hoje em ‘soft opening’”, está localizado na margem sul do rio Douro, no Cima-Corgo e vão ser criados nesta primeira fase 15 postos de trabalho.

Será um agroturismo com sete quartos, nas tipologias quarto ‘standard’, ‘suite’, ‘suite duplex’ e ‘suite master’, restaurante com ‘rooftop’ panorâmico, adega, piscina com vista para o Douro e para as vinhas”, contou fonte daquela cadeia hoteleira à agência Lusa.

A segunda fase do projeto Vila Galé Douro Vineyards, que tem vista para os rios Douro e Tedo, vai terminar em 2020, passando a ter “49 quartos” e o “investimento total, nas duas fases, vai ser de dez milhões de euros”, adiantou a mesma fonte.

Os produtos da região, como a charcutaria e queijos, cabrito, cachaço de porco e pão cozido no local, bem como as visitas à adega e provas de vinhos vão ser “elementos diferenciadores”, consideram os promotores.

Não só turistas de Portugal, como do Brasil são esperados no novo empreendimento. Eles ainda acreditam que a unidade vai ter procura de “portugueses, brasileiros, espanhóis, alemães, ingleses, norte-americanos e franceses”.

O grupo Vila Galé avança ainda que vai lançar-se na produção de vinhos do Douro e do Porto, depois da experiência de produzir os vinhos Santa Vitória em Beja (Alentejo), na herdade onde se localiza o Vila Galé Clube de Campo.

Criaram a marca Val Moreira. Existem 23 hectares de vinha, dois hectares de olival e 2,5 hectares de amendoal.

Os vinhos que vão produzir e que vão estar disponíveis no restaurante e nas provas são o vinho do Porto – Val Moreira branco extrasseco, Val Moreira Porto tawny 10 anos e Val Moreira Porto tawny (20 anos) e vinhos tinto e branco de Dominação de Origem Controlada (DOC).

As castas para o vinho tinto que o grupo destaca são a Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Roriz, Tinta Amarela e vinhas velhas. Para o vinho branco o destaque recai nas vinhas velhas, bem como na Arinto, Rabigato, Folgazão, Sercial, Viosinho e Alvarinho.

O Grupo Vila Galé tem em desenvolvimento outras cinco novas unidades hoteleiras em Portugal e no Brasil, a abrir entre este ano e início de 2020, num investimento de cerca de 90 milhões de euros, segundo avançava em janeiro passado o administrador do grupo, Gonçalo Rebelo de Almeida.

Durante o primeiro semestre deverá ser inaugurado o Vila Galé Collection Elvas, o primeiro concurso do Programa Revive que o grupo ganhou, onde o grupo está a investir mais de oito milhões de euros.

O primeiro hotel de montanha, o Vila Galé Serra da Estrela, deverá estar concluído no último trimestre de 2019, início de 2020, num investimento superior a dez milhões de euros.

Com os mesmos prazos, e num investimento de oito milhões de euros, esperam a abertura do Vila Galé Alter Real, em Alter do Chão, concretizando-se mais um projeto no âmbito do programa Revive.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend