Ecoturismo: Parques nacionais registram recorde de visitação pelo Brasil

Da Redação

Destinos de ecoturismo, tradicionalmente apreciados por turistas estrangeiros, caíram no gosto dos brasileiros também. É o que mostram os números de visitação dos parques nacionais do Iguaçu (PR), dos Lençóis Maranhenses (MA) e da Chapada dos Veadeiros (GO), que registram recorde de visitantes.

Antes mesmo do término do ano, as Cataratas do Iguaçu quebraram o recorde anual de visitação. Em 18 de dezembro, a mineira Miriam Bourguignon foi a visitante de número 1.788.923 do ano, superando a marca de 1.788.922 visitantes, que pertencia ao ano de 2017. O parque, que tem contagem online dos visitantes, recebeu a família de Ipatinga (MG) pela segunda vez, depois de 16 anos da primeira viagem a Foz do Iguaçu.

Segundo o gestor do Parque Nacional do Iguaçu, Fernando Sivelli, o crescimento da visitação na unidade demonstra que a terceirização dos serviços turísticos prestados ao visitante está no caminho certo. “As pessoas querem boas experiências. E aqui no Parque Nacional do Iguaçu elas têm oportunidade de contato com a natureza, com serviços de excelência em um trabalho conjunto de referência do governo com a iniciativa privada”, afirmou.

Já o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, em Barreirinhas (MA), já contabilizou 107 mil visitantes ao longo de 2018, 46% a mais que os 73 mil registrados no ano passado. O parque terá serviços de apoio ao turismo concedidos à iniciativa privada com o lançamento de edital de concessão previsto para o início de 2019.

Enquanto isso, o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (GO) comemora o aumento do público de 67 mil pessoas, em 2017, para 70 mil. Com contrato assinado neste mês para a concessão de serviços turísticos à iniciativa privada na Chapada, o parque deve receber melhorias de R$ 14 milhões em infraestrutura turística, além de atividades, produtos e serviços de apoio ao visitante.

“Onde tem concessão, tem serviços para o turista, qualidade de oferta e tem também preservação e valorização do nosso patrimônio natural, que é o mais competitivo do mundo segundo o Fórum Econômico Mundial. Ganha o visitante e ganha o meio ambiente”, avalia o ministro do Turismo, Vinícius Lummertz.

As unidades nacionais de conservação do Brasil, incluindo os parques nacionais, apresentaram no ano passado um crescimento de 20% no fluxo turístico em relação à 2016, registrando um total de 10,73 milhões de visitantes.

Essa movimentação contribuiu para a geração de 80 mil empregos e injeção de R$ 2 bilhões nas economias dos municípios de acesso às UCs. Deste valor, R$ 613 milhões foram registrados pelo setor de hospedagem e R$ 432 milhões pelo setor de alimentação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend