Cartão de localização de passageiros dos aviões passa a ser digital em outubro

Da Redação
Com Lusa

Segundo o secretário de Estado Adjunto e da Saúde português, o cartão de localização de passageiros dos aviões, que permite rastrear possíveis casos de Covid-19, vai passar a ser totalmente digital em outubro.

Na conferência de imprensa de atualização de informação relativa à infecção pelo novo coronavírus em Portugal, António Lacerda Sales afirmou que o PLC (Passenger Location Card, denominação em inglês) vai funcionar, a partir de 02 de outubro, com a versão em papel e digital e, a partir de 09 de outubro, passa a ser exclusivamente digital.

Este cartão de localização de passageiros entrou em vigor quando os aeroportos e as companhias aéreas retomaram a atividade, após o período de confinamento, e permite rastrear possíveis casos de covid-19, depois de um passageiro, após a viagem, testar positivo para a doença.

Todos os passageiros têm que obrigatoriamente entregar este cartão à chegada, sendo disponibilizado pela companhia aérea durante o voo.

O anúncio foi feito depois de Lacerda Sales ter sido questionado sobre a aglomeração de passageiros registada no domingo de manhã, na zona da área internacional do Aeroporto de Lisboa, numa altura em que aterraram 18 voos, com cerca de 1.400 passageiros.

“Esperamos que tenha sido uma situação meramente pontual que não é recomendável sob o ponto de vista de saúde pública”, disse António Lacerda Sales.

Portugal contabiliza hoje mais quatro mortos relacionados com a covid-19 e 425 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registrou 1.957 mortes e 74.029 casos de infeção, estando hoje ativos 24.188 casos, mais 184 do que no dia anterior.

A DGS indica que das quatro mortes registradas, três ocorreram na região Norte e uma em Lisboa e Vale do Tejo, onde também se verifica o maior número de infeções.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: